Conteúdo publicado há 1 mês

'Não podemos desistir': doações ajudam vítimas das chuvas em Porto Alegre

Os moradores do bairro Humaitá, um dos mais atingidos pela inundação na capital gaúcha, fizeram fila em frente a um caminhão para receber 300 cestas básicas doadas pelo PagBank em iniciativa promovida pela ONG Ação da Cidadania na tarde deste sábado (15). São os primeiros dos 8 mil kits que serão doados pelo PagBank para afetados pelas enchentes.

Para a vendedora Lucimara Damaceno de Oliveira (37) que estava na frente da fila, era mais um capítulo de uma história de superação em meio as adversidades da maior tragédia climática do país. Grávida de 8 meses, ela mora em uma casa com quatro filhos e com o marido, que está desempregado.

Lucimara Damaceno de Oliveira (gestante) é uma das moradoras que receberam cestas básicas no Humaitá
Lucimara Damaceno de Oliveira (gestante) é uma das moradoras que receberam cestas básicas no Humaitá Imagem: Herculano Barreto Filho/UOL

Após a sua casa ser inundada, ficou em um abrigo com a família no bairro Menino Deus até o fim do mês passado. Chegou a enfrentar três noites de frio em uma barraca na rodovia às margens antes de retornar para a casa onde mora no fim do mês, quando a água baixou. "Nós perdemos tudo. Agora, dependemos desse tipo de ajuda até para ter o que comer", disse.

Em meio às entregas, teve gente que saiu da fila para ajudar, passando as cestas básicas de mão em mão. "Não podemos desistir. Estamos todo mundo na guerra", disse Jefferson Ferreira Machado (35), que está desempregado.

"A gente depende desse tipo de ajuda porque não temos mais nada. Estamos dormindo no chão", disse a recicladora Juliana Damaceno (39), que mora em uma casa com seus quatro filhos.

Muita gente aqui perdeu tudo. Esse tipo de ajuda tem sido fundamental, porque todo mundo está precisando. Nós agradecemos por estar vivos, mas não podemos ser esquecidos.
Rogéria Cardoso (43), auxiliar de limpeza

Deixe seu comentário

Só para assinantes