Conteúdo publicado há 1 mês

Três são presos em operação que apura chacina que matou 7 pessoas no Ceará

Três suspeitos foram presos durante a operação de busca dos autores da chacina no Ceará que matou sete pessoas na madrugada desta quinta-feira (20).

O que aconteceu

O trio foi preso em flagrante por tráfico de drogas e posse de uma arma de fogo. As prisões aconteceram nesta tarde durante as buscas feitas pela Secretaria de Segurança Pública do Ceará.

A Polícia Civil apura se o trio tem envolvimento com a chacina. A identidade e idade dos suspeitos ainda não foi informada.

Entenda o caso

Vítimas foram rendidas por suspeitos que chegaram armados em dois veículos. Os suspeitos renderam as vítimas em uma grade e começaram a atirar, segundo registrado no boletim de ocorrência. O crime foi na praça Clóvis Beviláquia, no centro do município, enquanto um grupo de pessoas se reunia no local.

Os mortos eram três mulheres, de 16, 23 e 25 anos, e quatro homens, de 18, 21, 24 e 26 anos. A mulher de 23 anos possuía passagens por homicídio, tráfico de drogas, associação criminosa e posse ilegal de arma de fogo, e estava com tornozeleira eletrônica. Já o homem de 24 anos possuía passagens por posse ou porte ilegal de arma de fogo de uso restrito.

Um homem e uma mulher ficaram feridos. Eles foram encaminhados para o Hospital e Maternidade Madalena Nunes - São Camilo, no município de Tianguá. O UOL buscou a Secretaria de Saúde do Estado para saber o estado das vítimas e aguarda retorno.

Secretário de Segurança Roberto Sá viajou ao município. A informação foi dada pelo governador Elmano de Freitas, que lamentou as mortes nas redes sociais.

Deixe seu comentário

Só para assinantes