Conteúdo publicado há 28 dias

Mulher que participou de sequestro de Marcelinho Carioca é presa em SP

Uma mulher acusada de participar do sequestro do ex-jogador Marcelinho Carioca, em dezembro do ano passado, foi presa em flagrante na sexta-feira (21) em um condomínio de luxo em Igatará, no interior paulista.

O que aconteceu

A prisão da suspeita foi confirmada pela SSP (Secretaria de Segurança Pública). "Entre os presos está uma mulher que participou do sequestro mencionado", informou a assessoria de imprensa.

O UOL confirmou com o Tribunal de Justiça o nome da mulher, mas ainda tenta falar com seus advogados. Ela foi presa com outras 11 pessoas em uma casa supostamente usada para golpes bancários, confirma a SSP.

A casa foi descoberta depois de denúncia anônima. A polícia teria feito campana até encontrar o momento ideal para invadir o imóvel.

Parte do grupo tentou fugir. A mulher, suspeita de receber o dinheiro do sequestro de Marcelinho, também tentou, mas foi surpreendida. Ela já cumpria prisão domiciliar em razão do sequestro, mas recebeu o benefício por ser mãe solo de uma criança.

O UOL enviou email para os advogados e continua tentando outros contatos.

Relebre o caso

Marcelinho Carioca e a amiga Taís Moreira foram sequestrados em dezembro do ano passado. Eles foram levados em Itaquaquecetuba, região metropolitana de São Paulo. O ex-jogador disse que dirigiu até a casa da amiga após ter ido a um show de Thiaguinho, na Neo Química Arena, no sábado. A intenção era repassar a ela os ingressos do segundo show, previsto para domingo.

Os dois ficaram mais de um dia em cativeiro até serem liberados na tarde de segunda. Marcelinho relatou que foi abordado por três criminosos, recebeu uma coronhada e foi levado ao cativeiro, que ficava a poucos quilômetros de onde foram sequestrados. O carro dele, um modelo da Mercedes-Benz, foi deixado em outro local.

Continua após a publicidade

Os sequestradores se passaram por Marcelinho para pedir mais de R$ 40 mil e depois cobraram R$ 200 mil para soltá-lo. O advogado do ídolo corintiano fez a transferência de R$ 42 mil, mas o montante do resgate não foi pago porque a Polícia Militar já estava envolvida.

Depois disso, um vídeo do ex-jogador afirmando que tinha sido sequestrado pelo marido da amiga foi divulgado. Na filmagem, ele aparece no cativeiro com o olho esquerdo roxo, e a versão que conta é confirmada por Tais.

A polícia encontrou o cativeiro a partir de uma denúncia anônima. Cinco pessoas foram presas em flagrante, sendo três mulheres e dois homens.

O ex-jogador se emocionou após ser encontrado, e desmentiu o vídeo do cativeiro. Ele disse que foi obrigado a gravar com uma arma na cabeça, enfatizando que não se envolveu com a amiga e que o ex-marido dela não tinha participação no crime.

Deixe seu comentário

Só para assinantes