PUBLICIDADE
Topo

Bruno Engler se diz alinhado com Bolsonaro e que BH será parceira da União

Colaboração para o UOL, em São Paulo

05/10/2020 10h48

Candidato a prefeito de Belo Horizonte, Bruno Engler (PRTB) declarou que pensa "absolutamente igual" ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e que, se eleito, fará da administração municipal uma parceira da União.

As declarações foram dadas durante sabatina do UOL, em parceria com a Folha de S.Paulo, transmitida hoje. Engler foi o primeiro entrevistado entre os candidatos à prefeitura da capital mineira.

Engler, que aparece com 3% das intenções de voto na última pesquisa Ibope, é do mesmo partido do vice-presidente Hamilton Mourão e tem apoio da família Bolsonaro.

Perguntado se a prefeitura será uma extensão do planalto caso seja eleito, Engler diz que, politicamente, pensa "absolutamente igual" ao presidente.

"A gente tem um alinhamento total, a prefeitura de Belo Horizonte vai ser parceira da União e essa parceria vai trazer muitas oportunidades de crescimento", disse.

Durante a entrevista, as repórteres Amanda Rossi, do UOL, e Fernanda Canofre, da Folha de S. Paulo, perguntaram sobre o conflito aberto entre o candidato e o partido.

A Justiça Eleitoral indeferiu a chapa de Bruno Engler com a coronel Cláudia Romualdo como vice-prefeita. O PRTB apresentou o nome de Mauro Quintão como vice para compor a chapa.

O TRE-MG (Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais) decidiu que o vice será Quintão, como aprovado na convenção do partido. Cabe recurso.

"Não tenho nenhum problema pessoal com o Mauro Quintão, a questão é que existiu um acordo em que eu teria autonomia de gerir a minha candidatura", afirmou Engler durante.

O candidato afirma que ainda não teve retorno do partido sobre a situação, mas que já foi realizado um abaixo-assinado pedindo para que Levy Fidelix (presidente nacional da sigla) intervenha.

"Querem mudar o acordo que a gente fez, política se faz com palavras, se a gente já começar a campanha quebrando acordos e palavras, é um hábito ruim, aí a gente não faz uma nova política", declarou.

O candidato também falou sobre a tentativa falha de trazer outros partidos para coligação.

"Quem conhece os bastidores da política sabe que é muito difícil fazer alianças baseadas em ideias, a maioria das alianças são com promessas de cargos ou com algum ganho, e isso a gente não faz", disse.

Perguntado sobre as prioridades em seu plano de governo, Engler disse que tem como foco as áreas de educação, segurança pública, e a resolução dos problemas com as chuvas e enchentes na cidade.

Engler também falou sobre a intenção de implementar escolas no modelo cívico-militar e valorização da Guarda Municipal.

Próximas sabatinas

As próximas sabatinas com os candidatos de Belo Horizonte serão com João Vitor Xavier, do Cidadania (dia 6), Alexandre Kalil, do PSD (dia 7) e Áurea Carolina, do PSOL (dia 9).