PUBLICIDADE
Topo

Derrotado, Boulos agradece eleitores: 'Não foi agora, mas vamos ganhar'

Nathan Lopes

Do UOL, em São Paulo

29/11/2020 19h35Atualizada em 29/11/2020 23h51

Candidato derrotado no segundo turno da eleição para a Prefeitura de São Paulo, Guilherme Boulos (PSOL), agradeceu aos apoiadores que acompanhavam a apuração dos votos em frente a sua casa, no Campo Limpo, zona sul paulistana.

"Quero agradecer de coração a cada um que acreditou e segue acreditando. Agradecer a todos que sonharam", disse Boulos.

Nós vamos vencer. Não foi nesta eleição, mas a gente vai ganhar. 'Tamo junto!'
Guilherme Boulos (PSOL), candidato a prefeito de São Paulo derrotado no segundo turno

Atual prefeito, Bruno Covas (PSDB) foi reeleito com 59,45% dos votos válidos.

Isolado

Em isolamento em sua casa, Boulos acompanhou a apuração com sua esposa.

Ao contrário do que aconteceu no primeiro turno, a movimentação era pouca no final da tarde. Nem a vizinhança ficou nas janelas e sacadas à espera do candidato ao longo da espera. O cenário só mudou quando a derrota já era um cenário concreto.

Na frente de sua casa, havia um grupo de apoiadores. Eles gritavam a cada notícia que consideravam positiva, como a vitória de Edmilson Rodrigues (PSOL) em Belém e a derrota de Marcelo Crivella (Republicanos) no Rio.

Eles passaram boa parte do tempo ouvindo os jingles da campanha do PSOL e protegidos da chuva na garagem de um dos vizinhos de Boulos.

Quando a derrota já era dada como certa, os apoiadores aumentaram o volume da música, exibiram bandeiras e se aproximaram do portão de Boulos. Eles chegaram até a pendurar uma caixa de som na grade.

Na sequência, houve a espera pelo surgimento do candidato na sacada. Quando ele apareceu com sua esposa, que vestia uma camiseta do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto), houve êxtase. Quem não tivesse acompanhado a apuração, acreditaria que ele havia vencido.

Derrota com "gosto de vitória"

Esse, aliás, é o sentimento no partido. "A campanha de Boulos conseguiu agregar no segundo turno todas as legendas de esquerda, mostrando a possibilidade real de unidade em torno de um programa transformador e a capacidade do PSOL de ser combativo e ao mesmo tempo formar maioria para enfrentar os grupos dominantes", disse ao UOL o presidente nacional do partido, Juliano Medeiros.

O deputado federal Ivan Valente (PSOL-SP), um dos responsáveis por levar Boulos ao PSOL, vai além. Para ele, além de "uma grande vitória política", a campanha "projetou uma grande liderança para o futuro".

"E projetou esperança. Mais: derrotou o bolsonarismo em São Paulo", complementou.

Você utiliza a Alexa? O UOL é o parceiro oficial da assistente de voz da Amazon, com boletins de notícias e dados atualizados das últimas pesquisas eleitorais e dos resultados do 2º turno. Para saber sobre a eleição na sua cidade com a credibilidade do UOL, pergunte: "Alexa, qual é o resultado da pesquisa eleitoral em São Paulo?", por exemplo, ou "Alexa, quem ganhou a eleição no Rio de Janeiro?". Nos encontramos lá!