PUBLICIDADE
Topo

Segurança é reforçada nas ruas de Nova York após ataques em Paris

Membros do grupo de resposta estratégica da polícia de Nova York reforçam a segurança na Times Square, um dos locais mais movimentados da cidade, após os atentados realizados em Paris - Jason Szenes/EPA/Efe
Membros do grupo de resposta estratégica da polícia de Nova York reforçam a segurança na Times Square, um dos locais mais movimentados da cidade, após os atentados realizados em Paris Imagem: Jason Szenes/EPA/Efe

Márcio Neves

Do UOL, em Nova York (EUA)

14/11/2015 02h41

A polícia norte-americana reforçou a segurança nas ruas e principais pontos turísticos da cidade de Nova York, após uma série de atentados com ao menos 120 vítimas em Paris, na sexta-feira (13). O consulado francês na cidade foi isolado e o acesso ao local agora é restrito.

Na estação Penn Station, principal ponto de encontro das linhas de metrô, trem e ônibus, que ligam Nova York a outras cidades, equipes de segurança passaram a fiscalizar bagagens aleatoriamente.

No aeroporto internacional JFK, a segurança também foi reforçada e diversas companhias suspenderam voos com destino à capital francesa.

Na Times Square, um dos principais pontos turísticos da cidade, o número de policiais mais que dobrou em relação ao presenciado pelo UOL na sexta-feira da semana passada.

As torres do World Trade Center One ganharam as cores da bandeira francesa. O prédio foi erguido no local onde antes haviam as torres do World Trade Center, derrubadas por um atentado terrorista em 11 de setembro de 2001.

O prefeito de Nova York Bill de Blasio afirmou em uma entrevista na madrugada de sábado que as agências de inteligência americana estão dando todo o suporte para que a cidade mantenha a sua programação de eventos neste fim de semana, mas ressaltou que "todos na cidade devem se manter vigilantes".
 

Internacional