Ação na Indonésia "copiou" atentados de Paris, diz polícia

Do UOL, em São Paulo

O porta-voz da polícia da Indonésia, general Anton Charliyan, disse que os ataques desta quinta-feira (14) na capital, Jacarta, parecem ter copiado os atentados de novembro do ano passado em Paris. 

"Eles imitaram os atos terroristas de Paris. Provavelmente, são do Estado Islâmico", disse ele à agência Associated Press.

O general afirmou ter recebido em dezembro informações de inteligência com um alerta de que o EI "faria um show" na Indonésia. 

Mais tarde, o EI assumiu a autoria dos ataques.

Os ataques desta quinta em Jacarta deixaram ao menos sete mortos. Ao menos dez pessoas ficaram feridas.

Segundo testemunhas, os ataques coordenados incluíram ao menos seis explosões e pode ter envolvido dezenas de atiradores.

Após cerca de cinco horas, a polícia declarou ter controlado a situação.

O presidente do país, Joko Widodo, chamou de "atos terroristas" os ataques, que tiveram como alvo sobretudo um café Starbucks próximo a várias agências da ONU e embaixadas.

A rede internacional Starbucks anunciou o fechamento "até nova ordem" de todos os cafés em Jacarta.

A primeira detonação aconteceu por volta do meio-dia local, e tinha como alvo um posto de polícia, segundo a emissora local "DetikTv", que exibiu imagens divulgadas nas redes sociais onde é possível ver pelo menos o corpo de um oficial estirado na rua. Após a explosão, teve início um intenso tiroteio que foi seguido por mais explosões.

Segundo o jornal "Kompas", os disparos atingiram várias pessoas, por isso o número de vítimas pode aumentar.

Vídeo mostra momento de explosão em Jacarta

  •  

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos