Quais os primeiros passos para se tornar um espião da CIA?

Do UOL, em São Paulo

  • AFP

    A agente da CIA Valeria Plame Wilson teve sua identidade revelada pela Casa Branca de George W. Bush e depois lançou um livro

    A agente da CIA Valeria Plame Wilson teve sua identidade revelada pela Casa Branca de George W. Bush e depois lançou um livro

Apesar da recente controvérsia enfrentada pela CIA (Agência Central de Inteligência, na sigla em inglês) com a divulgação pelo WikiLeaks de que a agência já desenvolve programas que podem invadir telefones celulares, smart TVs e carros – a CIA não confirma e nem nega a acusação -, a função de agente secreto continua a atrair os norte-americanos em busca de um emprego no principal órgão de inteligência dos Estados Unidos.

Na verdade, diversos cargos são oferecidos dentro da imensa estrutura da CIA, que envolvem funções administrativas e outras atividades comuns a qualquer empresa. Mas para a função de 'agente de operações' – o popular agente secreto -, o rigor é ainda maior.

Para chegar até a sede da entidade em Langley, na Virgínia, próximo à capital Washington, os pretendentes precisam se submeter a muitas situações, listadas no site da organização:

Tem de ser americano e estar no país ao fazer a inscrição

É preciso ter cidadania norte-americana para se inscrever no processo seletivo, além de estar fisicamente no país no momento da inscrição. O aspirante também precisa ter mais de 18 anos.

Processo longo e disputado

Getty Images

"Contamos com a sua paciência", avisa o vídeo da agência que instrui os candidatos a um cargo na CIA, ao informar que o processo pode durar mais de um ano.

A CIA também diz que recebe mais de 10 mil currículos por mês, então o primeiro feedback para o pretendente pode demorar até 45 dias – e se ele não receber resposta após esse período, pode desistir, por enquanto, de trabalhar lá.

Não siga a CIA nas redes sociais

Caso esteja interessado em trabalhar na CIA, não seja sua fã nas redes sociais. A agência alerta explicitamente para que o candidato não curta, compartilhe ou comente as páginas e postagens oficiais do órgão.

Não conte para ninguém que você busca um emprego lá

Carolyn Kaster/ AP

Nem para familiares ou amigos. Caso você opte pela função de agente secreto, essa orientação permanece fundamental durante seus anos de trabalho na entidade – afinal, espião famoso como James Bond só existe na ficção.

Prepare-se para uma completa varredura em sua vida pessoal

Quem escolhe trabalhar na CIA já é avisado desde o começo que passará por uma investigação minuciosa em sua vida pessoal – e, se levarmos em conta o potencial de espionagem da agência, deve-se imaginar que eles descobrirão rigorosamente tudo que você fez.

O que será examinado? Seu caráter, sua confiabilidade, sua honestidade, sua discrição e sua capacidade de julgamento, além de sua disposição em respeitar as regras na hora de lidar e de proteger informação.

Passar por um detector de mentiras

À medida que o candidato avança no processo de seleção, ele provavelmente será submetido a um polígrafo – um detector de mentiras – para que suas alegações sejam confirmadas.

Além disso, outros exames físicos e psicológicos também analisarão sua aptidão para o serviço de inteligência. E essa situação não se restringe aos candidatos: agentes na ativa também estão sujeitos a testes eventuais.

Abstinência de 1 ano de drogas ilegais é necessária. Maconha também compromete

Hilary Swift/The New York Times

A CIA diz que os pretendentes a cargos na agência devem ter ficado pelo menos os últimos 12 meses sem ter consumido drogas ilegais – e que eventuais usos anteriores a esse período serão "cuidadosamente avaliados" durante a análise médica e de segurança. Segundo a CIA, o uso de drogas é um dos fatores eliminadores mais comuns no processo seletivo.

A agência também alerta que, apesar da legalização da maconha em diversos Estados, às vezes até para uso recreativo, o estatuto federal não permite que os funcionários da entidade e de outras agências de segurança do país façam uso da droga.

"Qualquer uso de maconha pode impactar desfavoravelmente o candidato", avisa a CIA.

Downloads ilegais também podem complicar

A agência alerta que o download ilegal ou qualquer prática comercial ilícita envolvendo músicas, filmes, jogos ou softwares que o candidato tenha feito será avaliada pela equipe segurança.

Mas não são um fator eliminatório: a CIA diz que aspectos como a quantidade de arquivos baixados, a frequência de download e a época em que o ato foi praticado são levados em consideração.

Mas, apesar disso...

SAUL LOEB/AFP

"A CIA oferece oportunidades de carreiras emocionantes e um ambiente dinâmico. Estamos na vanguarda dos eventos que alteram o mundo, no momento em que eles acontecem. Trabalhar aqui não é apenas um emprego, é uma mentalidade e um estilo de vida", diz a agência ao fazer sua autopropaganda em busca de candidatos.

Além disso, a agência lista outras vantagens de trabalhar para a entidade, como "fazer a diferença para o país", "trabalhar com pessoas muito, muito inteligentes" e, obviamente, "não ter de falar sobre o trabalho fora do trabalho".

Por último, as condições ajudam: além dos muitos benefícios que o funcionário da CIA recebe, ele também ganha um salário razoável.

O 'agente de operações' – o agente secreto, ou espião tradicional -, por exemplo, recebe um salário que começa em US$ 56.805 anuais (cerca de R$ 181 mil) para "observar clandestinamente, assessorar, desenvolver, recrutar e lidar com cidadãos não americanos que tenham acesso a informações de inteligência vitais para a política externa e a segurança dos Estados Unidos".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos