Garoto que virou símbolo da guerra na Síria ainda vive em Aleppo e "reaparece" na TV

Colaboração para o UOL

  • Reprodução/Facebook

Quase um ano depois de sua imagem se tornar um símbolo do sofrimento das crianças atingidas pela guerra civil na Síria, o pequeno Omran Daqneesh reapareceu nesta segunda-feira (5), já sem lesões e naturalmente mais crescido. Ele continua morando em Aleppo, uma das cidades sírias mais abaladas pela guerra.

Então com três anos, Omran se tornou um ícone mundial em agosto do ano passado, após a casa dele ser bombardeada em um momento que a Rússia tentava ajudar o regime de Bashar al-Assad a tomar o controle de Aleppo, maior cidade da Síria.

Reprodução/AMC

A imagem rodou o mundo como um símbolo da brutalidade de Assad. Desde que a fotografia do menino todo sujo e ferido foi tirada, em 17 de agosto, porém, os pais dele nunca aceitaram falar com a imprensa.

Nesta segunda-feira, uma repórter de um canal de televisão do Líbano, declaradamente pró-Assad, relatou que entrevistou a família e divulgou fotos do garoto em suas redes sociais.

Em um vídeo publicado por outro canal de televisão, este da Síria, o pai de Omran diz que a imagem do filho foi usada pelos rebeldes e pela mídia internacional para atacar o regime de Assad. De acordo com o jornal britânico "The Telegraph", é possível que a família tenha sido forçada a conceder essas entrevistas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos