Topo

Policial atira contra cachorros após alarme de casa disparar acidentalmente

Colaboração para o UOL

09/07/2017 20h16

As imagens podem causar indignação nos amantes dos animais. Na noite do último sábado (8), um policial da cidade de Minneapolis, nos Estados Unidos, invadiu o jardim de uma casa e atirou nos dois cachorros de Jennifer LeMay.

Ciroc e Rocko, como são chamados pela família, correram para ver do que se tratava quando ouviram o homem pular a cerca, mas as imagens da câmera de segurança mostram que os dois não investiram agressivamente contra o policial. O primeiro cão atingido parece muito ferido e abalado.
 
Os bichinhos estão bem, mas Jennifer e seus quatro filhos tiveram que desembolsar milhares de dólares em contas de veterinário e cirurgias. Em nota, a polícia de Minneapolis afirmou que uma investigação já está em andamento, mas disse não ter informações adicionais para a imprensa.
 
"Nós estamos cientes do incidente recente envolvendo um policial da MPD (Minneapolis Police Department) que respondeu a um alarme residencial audível e disparou contra os dois cachorros da casa. Toda vez que um policial dispara sua arma, fazemos uma investigação", diz o texto.
 
As duas filhas de Jennifer, de 18 e 13 anos, chegaram em casa por volta das 20h50 (horário local) do sábado. Uma delas alega ter se atrapalhado com o teclado do sistema de segurança e, acidentalmente, disparado o alarme. Ela imediatamente entrou em contato com a empresa responsável pelo equipamento e o som foi desativado às 20h54.
 
Os policiais chegaram às 21h15; um deles permaneceu parado em frente à residência, mas o outro deu a volta e pulou a cerca do quintal. Depois de atirar nos cães, pareceu ponderar a situação por mais 20 segundos antes de dar meia-volta e pular a cerca para sair.
 
"O meu cachorro estava balançando o rabo. Ele nem estava se movendo ou investindo contra o policial. Meus cães estavam fazendo seu trabalho na minha propriedade. Nós temos o direito à segurança no nosso quintal", disse a mãe.
 
Jennifer ainda relatou que só não levaram os animais para o veterinário imediatamente porque o outro policial, que estava parado em frente à casa, prometeu que uma "equipe de cuidados" chegaria em questão de minutos, mas ninguém apareceu.
 
Os dois cachorros são da raça American Staffordshire Terrier; embora tenham aparência de cães de guarda, os animais desta linhagem costumam ser dóceis, brincalhões, amigáveis e sociáveis com estranhos. Estão com a família LeMay desde filhotes e ajudam no tratamento de ansiedade dos dois meninos de Jennifer.

Internacional