Topo

Adolescente sobrevive por 12 horas após cair na rede de esgoto de Los Angeles

Capt. Erik Scott/Los Angeles Fire Department via AP
Bombeiros trabalham no resgate de Jesse Hernandez, em Los Angeles Imagem: Capt. Erik Scott/Los Angeles Fire Department via AP

Da AP

03/04/2018 19h22

Um menino de 13 anos foi milagrosamente resgatado na segunda-feira (2) depois de cair na rede de esgoto de Los Angeles. O jovem foi levado pela correnteza de sujeira e passou mais de 12 horas no sistema de esgoto.

Jesse Hernandez estava brincando com outras crianças sobre um portal de acesso ao sistema de esgoto durante uma excursão de família, no domingo (1º), em um parque de Los Angeles. Quando uma tábua de madeira quebrou, Jesse despencou cerca de oito metros e caiu na rede de esgoto, disse Brian Humphrey, um porta-voz do departamento de bombeiros de Los Angeles.

As outras crianças imediatamente avisaram os adultos, que ligaram para o serviço de emergência, iniciando uma busca frenética e exaustiva de 12 horas nas tubulações subterrâneas labirínticas usando câmeras apoiadas em dispositivos de flutuação.

Os socorristas finalmente encontraram Jesse depois de ver imagens de impressões digitais em um cano de esgoto. Um grupo de funcionários do serviço de saneamento correu para a área e abriu um bueiro.

"A primeira coisa que ouviram foi 'me ajudem!'", disse Adel Hagekhalil, gerente geral adjunto do departamento de saneamento.

A tripulação baixou uma mangueira para Jesse, que estava a três metros de profundidade no fundo do sistema.

"Ele pegou a mangueira e foi trazido para cima", disse Hagekhalil.

Os socorristas deram atenção médica imediata, que incluiu um banho de mangueira para tirar a sujeira do esgoto do garoto, que teve os olhos e o nariz lavados com soro fisiológico estéril, disse Humphrey.

Jesse pediu um celular para ligar para sua família. Um funcionário lhe deu um telefone, e o jovem ligou para a mãe. Mais tarde, o menino disse ao canal de TV KNBC que estava cansado e com alguns arranhões, mas que, de qualquer maneira, estava bem.

"Eu estava rezando para Deus me ajudar e eu não morrer", disse Jesse. "Estava tudo calmo. Podia apenas ouvir a água correndo, mas não via nada. Estava escuro."

Los Angeles Department of Sanitation via AP
Imagem de câmera mostra cano da rede de esgoto por onde jovem caiu Imagem: Los Angeles Department of Sanitation via AP

Um vídeo, divulgado pela administração municipal, mostrou as marcas escuras nos lados da tubulação de esgoto onde os dedos de Jesse teriam deslizado.

Logo após um acidente como o de Jesse, os socorristas dizem que a probabilidade de alguém ser encontrado seguro diminui a cada hora. Hagekhalil afirmou que os socorristas ficaram emocionados com o resultado.

"Eles nunca desistiram de ter esperança", disse Hagekhalil. "Eles queriam trazer Jesse de volta para sua família."

A menos de 1,5 km

Cerca de 730 metros de tubulação tinha sido inspecionado quando os socorristas encontraram Jesse a menos de 1,5 km de onde ele desapareceu. Ele foi levado para um hospital para uma avaliação completa e para se reunir com sua família.

Além do enorme esforço de resgate envolvendo mais de cem pessoas, Humphrey creditou o garoto pela própria sobrevivência. Ele não apenas sobreviveu a ser levado pelo esgoto movendo-se a 24 km/h, como conseguiu encontrar um bolsão de ar respirável e se pendurar até ser encontrado, as autoridades disseram.

"Qualquer local subterrâneo, particularmente um que envolva resíduos, pode produzir gases tóxicos, como metano e sulfeto de hidrogênio. O ar respirável é um elemento-chave", disse Humphrey. "As probabilidades de alguém cair em tal local e sobreviver são poucas. As probabilidades não estavam a favor do menino, e muitos chamariam o que aconteceu de milagroso."

Humphrey chamou Jesse de "um jovem decidido". "Ele tem uma tremenda força interior", disse. "É óbvio que ele não desiste facilmente."

O prefeito de Los Angeles, Eric Garcetti, estava entre os muitos moradores locais que acompanharam de perto os esforços de resgate de Jesse. Em uma sequência de tuítes, Garcetti elogiou os socorristas e agradeceu a família do adolescente por sua "paciência e otimismo durante esta experiência angustiante."

"Estamos com a saúde e a recuperação de Jesse em nossos pensamentos hoje", disse ele.