Topo

Trump pede que Justiça dos EUA analise acordo entre Obama e Netflix

O presidente dos Estados Unidos Donald Trump durante coletiva de imprensa do G7 em Biarritz, na França - Iudovic Marin/AFP
O presidente dos Estados Unidos Donald Trump durante coletiva de imprensa do G7 em Biarritz, na França Imagem: Iudovic Marin/AFP

Do UOL, em São Paulo

16/09/2019 14h41

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sugeriu que o Comitê de Justiça do país deixe de investigar questões envolvendo seus negócios e potenciais conflitos de interesses para analisar questões envolvendo seu predecessor, Barack Obama.

"Tenho uma ideia melhor, olhem para o acordo envolvendo o livro do Obama, ou então o ridículo acordo com a Netflix. Então olhem para os acordos feitos pelos democratas no Congresso", escreveu Trump, em seu perfil no Twitter.

Questionada pela reportagem do site "The Wrap", a assessoria da Casa Branca não respondeu quais aspectos Trump gostaria fossem investigados nos acordos firmados com o ex-presidente.

No ano passado, a família Obama anunciou um acordo com a Netflix para produzir diversos tipos de conteúdos para a plataforma de streaming.

Mais Internacional