PUBLICIDADE
Topo

Presidente ucraniano ironiza o cancelamento de sua série de TV na Rússia

20.mai.2019 - O presidente eleito da Ucrânia Volodimir Zelenski durante a cerimônia de posse - Vladyslav Musiienko/Ukrainian Governmental Press Service/Reuters
20.mai.2019 - O presidente eleito da Ucrânia Volodimir Zelenski durante a cerimônia de posse Imagem: Vladyslav Musiienko/Ukrainian Governmental Press Service/Reuters

13/12/2019 11h29

O presidente ucraniano Zelenski zombou do repentino cancelamento por uma rede de tv russa da exibição da série de televisão que ele protagonizou antes de ser eleito, a comédia "Servo do Povo", que acabou virando o nome de seu partido político na Ucrânia.

Disponível na Rússia em plataformas on-line, na série, que foi pela primeira vez transmitida na tv aberta russa, Zelenski vive um professor que, de repente, se torna chefe de Estado.

Na quinta-feira, a rede TNT, propriedade da gigante pública russa Gazprom, anunciou que não iria mais transmitir a série.

"Sinto muito" (pela interrupção da transmissão), disse Zelenski em um programa de entrevistas na televisão ucraniana na noite de quinta-feira.

"Sabe como é, existem aqueles que têm armas nucleares e outros que têm 'Servo do Povo'", ironizou ainda.

Após a transmissão dos primeiros episódios, "as pessoas certamente assistirão o resto da série no YouTube", acrescentou.

Na série gravada entre 2015 e 2019, Volodimir Zelenski interpreta um professor de história que, de repente, se torna presidente após denunciar a corrupção na Ucrânia.

As relações entre os dois países são tensas desde 2014 com a anexação da península ucraniana da Crimeia, seguida pelo início de uma guerra com separatistas pró-russos no leste do país.

Internacional