PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Esse conteúdo é antigo

Por coronavírus, funerais do Reino Unido podem ser transmitidos online

Caixão - IStock
Caixão Imagem: IStock

Do UOL, em São Paulo

05/03/2020 16h53

Por coronavírus, funerais no Reino Unido podem não ser mais presenciais, mas transmitidos via internet, de acordo com declaração de hoje da Associação Nacional de Diretores Funerários (NAFD, em inglês) ao site "Sky News". A possibilidade pode ser oficializada caso o surto de covid-19 seja considerado uma pandemia.

"Já foram iniciadas conversas prévias com o governo e autoridades locais, buscando os próximos passos no caso de uma pandemia [...] A depender da severidade do surto, funerais teriam de se adaptar", disse a associação em comunicado.

A autoridade já pensa nessas adaptações: "Uma opção poderia ser a transmissão online de serviços funerários, já que muitos crematórios já possuem estrutura para isso. Outra possibilidade seria realizar um serviço memorial à parte, em algum outro momento".

"Diretores funerários estariam focados tanto em apoiar o governo e autoridades locais, lidando com o impacto de mortes adicionais; quanto em ajudar famílias que perderam um ente querido nesse período em encontrar maneiras significativas de dizer adeus - mesmo que o funeral que eles prefeririam não seja possível", concluiu a autoridade.

O Departamento de Saúde e Assistência Social declarou ao "Sky News": "A situação será avaliada continuamente e o impacto de todas medidas será considerada cuidadosamente".

De acordo com o site da Organização Mundial da Saúde (OMS), uma pandemia é definida como a dispersão de uma nova doença em escala global, mas também pode se referir a uma doença que tenha se espalhado por um país inteiro.

"Nós poderíamos começar a descrevê-lo [o covid-99] como uma pandemia, mas no momento o tratamos como aglomerados e surtos em alguns países", afirmou representante da OMS.

Segundo a Reuters, o número de casos detectados de covid-19 no Reino Unido permanece em 115, o índice mundial já passa de 96 mil pessoas. O número de mortos chega a quase 3 mil e 300.

"Ainda estamos em um estágio em que o melhor que podemos fazer [em relação ao coronavírus] é simplesmente lavar as mãos", afirmou hoje o primeiro-ministro Boris Johnson ao programa "This Morning".

Internacional