PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus: Trump anuncia estado de emergência nos Estados Unidos

"Todos os Estados terão apoio de companhias médicas e vão trabalhar diretamente comigo", disse o presidente - Carlos Barria/Reuters
"Todos os Estados terão apoio de companhias médicas e vão trabalhar diretamente comigo", disse o presidente Imagem: Carlos Barria/Reuters

Do UOL, em São Paulo

13/03/2020 16h33

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fez um anúncio oficial hoje, na Casa Branca, para declarar estado de emergência no país. A atitude adotada pelo político dá acesso a US$ 50 bilhões de dólares para combater o vírus.

"É uma grande quantidade para que os Estados lutem contra essa doença. Todos os Estados terão apoio de companhias médicas e vão trabalhar diretamente comigo. Peço que todos os hospitais se preparem para emergência", afirmou. "Vamos passar por isso e estaremos ainda mais fortes."

Trump afirmou que esteve em contato com o setor privado de saúde e que os laboratórios vão providenciar cinco milhões de testes para o vírus em um mês. Além disso, locais para exames rápidos serão espalhados pelo país.

O presidente norte-americano também disse que não quer que todas as pessoas façam o teste e pediu calma.

"Nós não queremos que todas as pessoas façam o teste. É totalmente desnecessário. Não queremos que as pessoas corram para fazer - apenas quem apresenta os sintomas", comentou.

O diretor do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas, Anthony Fauci, participou do anúncio e elogiou o presidente dos EUA por agir rapidamente.

"Nós ainda temos um longo caminho. Teremos muitos casos ainda. Mas nós cuidaremos disso, como o presidente disse, até o fim", disse. "O que estamos fazendo aqui hoje vai ajudar a acabar com isso mais rápido."

De acordo com a CNN, o presidente norte-americano estava sob pressão para tomar atitudes mais firmes em relação ao vírus. O número de casos nos Estados Unidos já superou 1,7 mil, com 41 mortes até a tarde desta sexta-feira.

Aperto de mãos

Donald Trump cumprimentou com um aperto de mãos todos os convidados para o anúncio. O presidente dos Estados Unidos teve contato com o secretário de Comunicação da Presidência do Brasil, Fábio Wajngarten, que testou positivo para coronavírus. Wajngarten esteve na comitiva do presidente Jair Bolsonaro que foi aos Estados Unidos na última semana.

Espanha também vai decretar estado de emergência

O premiê espanhol, Pedro Sánchez, disse hoje que uma reunião especial de gabinete vai declarar formalmente estado de emergência no sábado para combater o surto do novo coronavírus.

O estado de emergência permitirá que autoridades confinem pessoas infectadas e racionem mercadorias, em um aumento considerável da resposta espanhola ao Covid-19 que se espalha rapidamente.

Com 4.209 casos até o momento, a Espanha tem o segundo maior número de casos na Europa depois da Itália, e Sánchez disse que a contagem pode subir para mais de 10 mil na próxima semana. Cerca de 120 pessoas morreram.

Internacional