PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Esse conteúdo é antigo

Homem recebe alta de hospital nos EUA após 64 dias internado por covid

Gregg Garfield, 54 anos, deixou hospital dos EUA após 64 dias internado por coronavírus - Reprodução/Instagram
Gregg Garfield, 54 anos, deixou hospital dos EUA após 64 dias internado por coronavírus Imagem: Reprodução/Instagram

Do UOL, em São Paulo

10/05/2020 17h48

Gregg Garfield, 54 anos, foi apelidado de "paciente milagroso" ao deixar o Centro Médico São José da Providência, em Burbank, no estado da Califórnia (Estados Unidos), anteontem. Primeiro paciente a dar entrada no local com diagnóstico de coronavírus, ele passou 64 dias internado e era considerado um dos casos mais graves do hospital.

Garfield chegou a passar 31 dias submetido a ventiladores mecânicos em uma UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Ao canal CBS, médicos relataram que todos os órgãos vitais do corpo do paciente haviam sido atingidos pelo coronavírus.

"Acredito que a taxa de mortalidade de pacientes com covid-19 que precisam dos respiradores é superior a 70%", declarou um dos médicos do hospital, Daniel Dea. "É inacreditável que um paciente como ele tenha sobrevivido e se recuperado quase por completo. É um paciente milagroso", acrescentou o profissional.

O paciente deu entrada no hospital com sintomas do novo coronavírus após retornar de uma viagem a uma estação de esqui na Itália, em fevereiro.

"A equipe médica daqui é a melhor das melhores. Eu não teria sobrevivido em nenhum outro lugar", declarou Garfield ao deixar a unidade de saúde sob aplausos de médicos, enfermeiros e outros funcionários do local.

A ex-dançarina Amanda Kloots, que auxiliou em financiamento coletivo para bancar as despesas hospitalares de Garfield, disse ter assistido o vídeo 100 vezes e se emocionado em todas elas.

Coronavírus