PUBLICIDADE
Topo

130 buscam site de DNA alegando serem filhos de Jeffrey Epstein

Jeffrey Epstein - HO / New York State Sex Offender Registry / AFP
Jeffrey Epstein Imagem: HO / New York State Sex Offender Registry / AFP

Do UOL, em São Paulo

25/05/2020 09h50

Um site criado por uma empresa de DNA para encontrar possíveis herdeiros de Jeffrey Epstein foi procurado por 130 pessoas que afirmam ser filhos do investidor, encontrado morto em uma cela de prisão em Nova York em agosto do ano passado.

Caso alguma dessas pessoas prove ser de fato filho ou filha de Epstein, pode reivindicar uma parte do patrimônio de US$ 635 milhões deixados por ele, que inclui uma casa em Manhattan e uma luxuosa propriedade de 75 acres, apelidada de "ilha da pedofilia".

Harvey Morse, que atua na empresa Morse Genealogical Services, criou o site Epsteinheirs.com devido ao comportamento "sexualmente promíscuo" de Epstein, o que indicaria que "há uma chance razoável de que ele possa ter um filho", segundo ele declarou ao jornal britânico "The Sun".

Ele afirmou que 386 pessoas entraram em contato com o site, criado logo após a morte do financista, e 130 afirmaram que poderiam ser seus filhos. Se as histórias forem comprovadas, Morse disse que entrará com um pedido de exame de DNA na Justiça americana e dará início para que as pessoas possam reivindicar seus direitos.

Epstein tirou a própria vida na prisão enquanto aguardava julgamento por acusações de tráfico sexual. Ele foi acusado de organizar uma rede de abusos de menores de idade. Dois dias antes de morrer, ele assinou seu testamento confiando todos os seus bens a um grupo de investimento.

No testamento, estão a mansão do magnata em Manhattan, onde teria abusado sexualmente de muitas jovens e menores, avaliada em cerca de 56 milhões de dólares; seu rancho no Novo México (17 milhões de dólares); sua propriedade em Paris (8,6 milhões de dólares); assim como duas ilhas nas Ilhas Virgens: Little St James Island - apelidada por alguns de "Ilha da pedofilia"-, e Great St James Island, recentemente comprada e onde planejava trabalhar (avaliadas 85 milhões de dólares).

Além destas propriedades, estão relacionados cerca de 307 milhões de dólares em ações e outros investimentos, 56 milhões em espécie e aviões, barcos e automóveis avaliados em 18,5 milhões.

O dinheiro de boa parte deste patrimônio deve ser destinado às vítimas de Epstein, através de um fundo de liquidação que está sendo criado pelos administradores da herança.

Internacional