PUBLICIDADE
Topo

Policial é filmado dizendo para homem branco armado não ir às ruas nos EUA

Protesto com placa em Louisville pela morte de Breonna Taylor e de George Floyd - Brett Carlsen/Getty Images
Protesto com placa em Louisville pela morte de Breonna Taylor e de George Floyd Imagem: Brett Carlsen/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

05/06/2020 16h09

O Departamento de Polícia de Salem, no Oregon, teve que pedir desculpas depois que um policial foi filmado dizendo para homens brancos fortemente armados não violassem o toque de recolher da cidade para que não parecesse que eles tinham "favoritos".

O caso aconteceu na última segunda-feira. As informações são do Buzzfeed News.

"Vamos realmente fazer cumprir o toque de recolher em toda a cidade para que possamos prender qualquer pessoa que esteja andando por aí", diz o policial, que não foi identificado, aos homens.

"Meu comando, queria que vocês solicitassem que as pessoas ficassem dentro das empresas ou em seus veículos em algum lugar onde não seja uma violação... Para que não pareça que temos favoritos", completa.

O vídeo, que foi inicialmente difundido no Tiktok e depois chegou em outras redes sociais, diz que os homens são supremacistas brancos. Segundo a polícia, eles são seguranças contratados por uma empresária local.

Diversas cidades dos EUA adotaram toque de recolher após a intensificação dos protestos contra o racismo que tiveram início após a morte de George Floyd.

Floyd foi asfixiado por um policial por mais de oito minutos.

Internacional