PUBLICIDADE
Topo

Bill Gates: EUA não estão 'nem perto' de fazer o necessário na pandemia

Bill Gates - Reuters
Bill Gates Imagem: Reuters

26/06/2020 09h44

Bill Gates, o fundador da Microsoft, disse em entrevista à CNN dos Estados Unidos que o país "não está nem perto" de fazer o que é preciso para combater a pandemia do novo coronavírus. Para o empresário, o quadro atual de infecções nos EUA e no mundo é "mais sombrio" do que ele esperava que fosse ocorrer.

"É possível acelerar testes para um novo patógeno muito, muito rápido", disse ele.

"Vários países fizeram isso muito bem nesse caso, e a tecnologia continua melhorando lá. Os EUA, em particular, não tiveram as mensagens de liderança ou coordenação esperadas."

Gates atribui o aumento nos números de infectados e de mortos por covid-19 no país à falta de testes e rastreamento de contatos, bem como à falta de máscara. Ele afirmou que outros países que fizeram essas coisas efetivamente viram os números caírem.

"A variedade de comportamentos nos EUA atualmente, algumas pessoas sendo muito conservadoras no que fazem e outras ignorando a epidemia, é enorme", disse Gates.

"Algumas pessoas quase sentem que é uma coisa política, o que é lamentável", acrescentou.

Gates também expressou desapontamento com o que chamou de falta de liderança dos EUA para combater o coronavírus globalmente, o que levou países em desenvolvimento — como Brasil e Índia — a sofrer o impacto desta doença, afirmou.

No entanto, ele disse que continua esperançoso de que os EUA darão um passo à frente e ajudarão a adquirir as ferramentas, especialmente a vacina, para todos no mundo.

Internacional