PUBLICIDADE
Topo

Mulher que chamou a polícia contra homem negro no Central Park é acusada

25/05/2020 - Mulher branca denuncia homem negro à polícia, após ele pedir que ela colocasse coleira no cachorro - Reprodução/Facebook @ChristianCooper
25/05/2020 - Mulher branca denuncia homem negro à polícia, após ele pedir que ela colocasse coleira no cachorro Imagem: Reprodução/Facebook @ChristianCooper

Do UOL, em São Paulo

06/07/2020 17h19

Amy Cooper, a mulher branca que foi flagrada chamando a polícia após Christian Cooper, um homem negro que a alertou de que era proibido passear com cachorro sem coleira no Central Park, em Nova York, está sendo acusada de relatar falsamente um incidente.

O caso aconteceu no dia 25 de maio, e a acusação é considerada uma contravenção nos Estados Unidos. Ela será indiciada formalmente em 14 de outubro. A informação foi divulgada hoje por promotores nova-iorquinos.

"Neste momento, eu gostaria de incentivar qualquer pessoa que tenha sido alvo de falsas denúncias a entrar em contato com nosso escritório. Estamos fortemente comprometidos em responsabilizar os autores dessa conduta", afirmou o promotor Cy Vance, em comunicado.

Relembre o caso

Amy Cooper passeava com o seu cachorro sem coleira, o que é proibido pelas regras do parque. Christian Cooper, que é observador de pássaros, passava pelo local e pediu para que ela prendesse o animal.

A mulher se recusou a fazer o que era solicitado e disse que iria ligar para a polícia e "dizer a eles que um homem afro-americano estava ameaçando minha vida". Assim ela o fez, enquanto era gravada por Christian.

O registro feito por ele viralizou. Amy Cooper foi demitida e pediu desculpas pelas "suposições errôneas e as declarações insensíveis sobre a causa racial" que fez.

Internacional