PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Prioridade no Líbano é apoiar hospitais, diz porta-voz da ONU após explosão

Do UOL, em São Paulo

05/08/2020 19h11

O porta-voz adjunto da ONU (Organização das Nações Unidas), Farhan Haq, afirmou hoje que a prioridade da entidade no Líbano é dar apoio a hospitais. Um dia antes, uma grande explosão atingiu o porto de Beirute, provocando mais de 100 mortes e deixando milhares de feridos em toda a cidade.

"A Organização Mundial da Saúde está trabalhando com o Ministério da Saúde do Líbano para conduzir uma avaliação das instalações hospitalares em Beirute, sua funcionalidade e as necessidades de apoio adicional, particularmente em meio à pandemia da covid-19", disse Haq a jornalistas.

"Especialistas estão sendo enviados para Beirute no momento para ajudar na resposta de emergência, tanto das Nações Unidas quanto de vários Estados Membros. Experts estão a caminho para apoiar operações de busca e salvamento urbano. As equipes também estão equipadas para realizar avaliações rápidas sobre a situação no terreno e ajudar a coordenar as atividades de resposta a emergências", acrescentou.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, afirmou no Twitter que a organização "permanece comprometida com o apoio ao Líbano neste momento difícil".

Segundo Farhan Haq, o porto de Beirute é fundamental não apenas para o Líbano, como também para a própria atuação da ONU na região.

"Acreditamos que os danos ao porto exacerbarão significativamente a situação econômica e de segurança alimentar no Líbano, que importa cerca de 80 a 85% de seus alimentos", disse.

"Nossos colegas do Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários também esperam que isso afete nossa capacidade de fornecer ajuda à Síria, porque o porto de Beirute foi uma das maneiras de enviar ajuda e, é claro, também usamos aeroportos, por isso precisamos encontrar planos alternativos."

Internacional