PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Homem armado mantém reféns dentro de agência bancária na França

Policial vigia isolamento em torno de banco onde reféns são mantidos por homem armado em Le Havre, na França - Sameer Al-Doumy
Policial vigia isolamento em torno de banco onde reféns são mantidos por homem armado em Le Havre, na França Imagem: Sameer Al-Doumy

Do UOL, em São Paulo

06/08/2020 16h52Atualizada em 06/08/2020 20h43

Resumo da notícia

  • Um homem armado invadiu um banco em Le Havre, região portuária da França, e manteve seis pessoas como reféns
  • Quatros reféns foram liberados e restam duas pessoas mantidas pelo sequestrador
  • A tropa de elite francesa isolou a área e negocia a liberação dos reféns com o homem
  • A polícia disse à mídia local que as motivações do sequestro ainda não foram esclarecidas

Um homem armado com uma pistola invadiu um banco no centro da cidade de Le Havre, na França, na tarde de hoje, e manteve seis pessoas como reféns dentro da agência. O sequestrador foi liberando os reféns aos poucos e, após longa negociação com a polícia, se entregou durante a noite.

De acordo com o jornal Le'Figaro, o sequestrador tem 43 anos e não atirou em ninguém durante a ação. A polícia alegou aos veículos de imprensa que se trata de um homem com distúrbios psiquiátricos. Os reféns eram clientes e funcionários do banco.

A Prefeitura de Le Havre determinou que o local fosse isolado enquanto policiais da Raid — sigla que indica a tropa de elite francesa — tentavam negociar a liberação dos outros dois reféns mantidos no local. Foi determinado um perímetro de 500 metros de isolamento.

O que aconteceu?

De acordo com o portal RTL, o homem entrou na agência em Le Havre, na região portuária da França, por volta das 17h do horário local (o equivalente às 12h no horário de Brasília). A cidade fica localizada a 200 km da capital Paris.

A imprensa francesa disse que as motivações não foram claras, mas que, em recado à mídia, o sequestrador fez duas exigências em troca da liberação dos reféns. Foram elas:

  • Liberação de crianças palestinas injustamente presas em Israel;
  • Acesso para palestinos com menos de 40 anos à praça onde fica a Mesquita de Al-Aqsa em Jerusalém.

O primeiro refém teria sido liberado às 17h35 do horário local, enquanto o segundo teria deixado o banco às 18h50. Outros dois foram liberados no início da noite, restando mais duas pessoas mantidas dentro da agência bancária. Após as 22h de lá (cerca de 17h em Brasília), o ministro do Interior, Gérald Darmanin, publicou que todos os reféns estavam salvos e o homem havia se entregado.

sequestro_frança - Sameer Al-Doumy - Sameer Al-Doumy
Policiais isolam área em torno de banco onde reféns são mantidos
Imagem: Sameer Al-Doumy

Ainda segundo a RTL, policiais da Raid chegaram ao local perto das 19h (14h no horário de Brasília) e negociam diretamente com o homem, que alegava carregar explosivos consigo. O veículo afirmou que o sequestrador possui ficha criminal por sequestro, cárcere privado e porte ilegal de armas. Ainda, teria um histórico de distúrbios psiquiátricos.

Internacional