PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Nova Zelândia tem 1º caso interno de covid-19 em 3 meses e decreta lockdown

Primeira-ministra Jacinda Ardern disse que é importante rastrear a origem dos novos casos - Hagen Hopkins/Getty Images
Primeira-ministra Jacinda Ardern disse que é importante rastrear a origem dos novos casos Imagem: Hagen Hopkins/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

11/08/2020 09h06Atualizada em 11/08/2020 10h21

A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, anunciou ontem que o país voltou a registrar um caso de covid-19 depois de 102 dias sem nenhuma ocorrência de transmissão comunitária. Como consequência, Auckland, a maior cidade neozelandesa, começa amanhã um período de lockdown de três dias, com medidas mais restritivas de isolamento social.

O primeiro registro de transmissão comunitária em mais de três meses vem de uma família de Auckland, cidade com cerca de 1,6 milhão de habitantes. Quatro pessoas foram contaminadas pelo coronavírus e não têm histórico de viagens para fora da Nova Zelândia. A origem da contaminação ainda é desconhecida.

Durante os 102 dias em que o país ficou livre de casos internos da covid-19, 22 contaminados foram registrados, todos de pessoas que voltavam de viagem e ficaram isoladas ao ingressarem em território neozelandês. Durante esse período, a vida praticamente voltou ao normal no país, sendo mantidas apenas as restrições de controle de fronteiras.

O primeiro caso de transmissão comunitária nesse período foi registrado ontem. Hoje, outra pessoa da mesma família também teve diagnóstico positivo para a covid-19.

A família tem seis pessoas morando na mesma casa, e duas delas tiveram diagnósticos negativos para a doença causada pelo coronavírus.

"Não fomos capazes de determinar a origem desses casos", disse a primeira-ministra da Nova Zelândia. Jacinda lembrou a importância de se rastrear a origem dos novos casos e disse que "muitas questões permanecem" sobre as contaminações mais recentes.

Exemplo no combate à pandemia

A Nova Zelândia registrou o primeiro caso de coronavírus ainda em fevereiro. Desde lá, o país tem adotado a estratégia de tentar zerar a transmissão comunitária. A partir de amanhã, por exemplo, o lockdown determina o fechamento de escolas em Auckland, com exceção apenas para alunos que são filhos de trabalhadores de atividades essenciais.

Segundos dados da Universidade Johns Hopkins, dos Estados Unidos, referência em estatísticas de covid-19 no mundo, a Nova Zelândia registrou até hoje 22 mortes causadas pela doença e teve 1.570 pessoas contaminadas pelo coronavírus.

Coronavírus