PUBLICIDADE
Topo

Morre uma das manifestantes atropeladas durante protesto em Seattle

Motorista invadiu via onde acontecia um protesto contra o racismo e atropelou manifestantes em Seattle - Reprodução/Twitter
Motorista invadiu via onde acontecia um protesto contra o racismo e atropelou manifestantes em Seattle Imagem: Reprodução/Twitter

Do UOL, em São Paulo

06/07/2020 10h21Atualizada em 06/07/2020 10h39

Uma manifestante morreu ontem, após ser atropelada durante um protesto em Seattle (EUA), no último sábado (4). Summer Taylor, 24, chegou a ser socorrida e levada em estado grave a um hospital. Outra vítima do atropelamento, Diaz Love, 32, continua internada na UTI, de acordo com a CNN americana.

No Instagram, a clínica veterinária onde Taylor trabalhava publicou uma nota de pesar e informou que fecharia as portas do estabelecimento por um dia em luto.

"A tristeza e as circunstâncias dessa trágica perda teve um grande impacto em todos nós", disse a clínica Urban Animal.

Suspeito foi preso

Na madrugada de sábado, os suspeito Dawit Kelete, 27, furou um bloqueio feito por veículos e acelerou em direção aos manifestantes que, aos gritos, tentaram avisar a todos que um carro avançava.

Um vídeo compartilhado nas redes sociais mostra o carro branco invadindo a manifestação e indo em direção à multidão. O veículo desvia da barreira feita por outros carros e acerta as duas mulheres, que são arremessadas ao ar.

O motorista fugiu do local após atingir os manifestantes, disse um policial. Um manifestante perseguiu o motorista com seu próprio veículo por mais de um quilômetro até detê-lo. A polícia foi chamada e o suspeito foi preso. Ele teve fiança negada.

Internacional