PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Alexei Navalny acusa Putin de estar por trás de seu envenenamento

23.set.2020 - O opositor russo Alexei Navalny acusou o Putin de estar por trás de seu envenenamento - Instagram/AFP
23.set.2020 - O opositor russo Alexei Navalny acusou o Putin de estar por trás de seu envenenamento Imagem: Instagram/AFP

Do UOL, em São Paulo

01/10/2020 08h53

O opositor russo Alexei Navalny acusou o presidente Vladimir Putin de estar por trás de seu envenenamento, mas disse que não tem medo e que retornará à Rússia.

"Acredito que Putin está por trás do crime e não tenho nenhuma outra versão do que aconteceu", declarou ele à revista alemã Der Spiegel, de acordo com um trecho de uma entrevista que será publicada hoje.

Navalny, 44 anos, ficou gravemente doente em 20 de agosto a bordo de um avião na Sibéria, onde foi hospitalizado. Posteriormente, foi transferido para Berlim e recebeu alta na semana passada do hospital Charité.

Três laboratórios europeus concluíram que ele foi envenenado com um agente nervoso do tipo Novichok, desenvolvido com fins militares na época soviética. Os países ocidentais pediram à Rússia que apresente explicações e investigue o caso. Moscou rejeita todas as acusações.

"Você não sente nenhuma dor, mas sabe que está morrendo", disse ele sobre o momento em que o agente nervoso começou a fazer efeito. O opositor disse que está tendo uma recuperação estável.

Navalny disse ainda que pretende voltar à Rússia. "Minha tarefa agora é permanecer sem medo. E eu não tenho medo! Se minhas mãos estão tremendo, é por causa do veneno, não por medo. Não vou dar a Putin o presente de não voltar", acrescentou.

Na segunda-feira (28), ele afirmou que recebeu a visita da chanceler alemã Angela Merkel quando estava internado em Berlim.

* Com informações da AFP e da Reuters

Internacional