PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Boa ideia? Península na Rússia sanciona 'Ministério da Felicidade'

A península de Kamchatka, no extremo oriente da Rússia - Divulgação
A península de Kamchatka, no extremo oriente da Rússia Imagem: Divulgação

Colaboração para o UOL, em São Paulo

01/10/2020 14h47

A Península de Kamchatka, no extremo oriente da Rússia, anunciou hoje um "Ministério da Felicidade" como parte de um projeto de reforma das autoridades locais. Vladmir Solodov, governador recentemente eleito na província, disse à imprensa que a intenção do ministério é melhorar a qualidade de vida dos moradores locais.

O nome oficial desta nova entidade é "Ministério da Proteção Social e Política da Família". O governador, no entanto, insistiu no apelido em um fórum regional: "resumindo, [o novo ministério] é sobre felicidade."

"É importante frisar que não vai ser um 'ministério dos miseráveis e desfavorecidos'. Claro que trabalharemos com pessoas em situações difíceis, mas precisamos torná-las prósperas e felizes, não apenas lidar com os problemas que se tornaram dolorosos." Explicou o político.

Kamchatka é uma das regiões russas mais remotas e difíceis de alcançar, habitada por apenas 313.000 pessoas, de um total que diminuí ano após ano. Este território ainda muito campestre, que era fechado até a desintegração da União Soviética por abrigar muitas instalações militares, está agora aberto ao turismo.

A ideia de um 'Ministério da Felicidade', todavia, não é inédita. Alguns países como os Emirados Árabes Unidos e o Butão já possuem órgãos públicos com a intenção de promover alegria a seus cidadãos.

Internacional