PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Governo dos EUA vai executar primeira mulher desde 1953

A Suprema Corte decidiu em julho que o país poderia retomar as execuções federais após 17 anos - Getty Images
A Suprema Corte decidiu em julho que o país poderia retomar as execuções federais após 17 anos Imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

17/10/2020 20h18

O governo dos Estados Unidos marcou para o dia 8 de dezembro a primeira execução federal de uma mulher desde 1953.

Lisa Montgomery foi condenada à pena de morte em 2008 por matar uma mulher grávida de oito meses, cortar sua barriga com uma faca de cozinha e roubar o bebê.

A criança sobreviveu ao ataque, e hoje tem 12 anos de idade.

No processo, os responsáveis pela acusação apresentaram o histórico de busca dela para provar que o crime foi premeditado: ela havia pesquisado como realizar cesáreas.

A defesa alegou que ela sofria de pseudociese — popularmente conhecida como "gravidez psicológica", quando a mãe acredita que está grávida e chega a exibir sintomas.

Após cinco horas pensando, o juiz decidiu que ela merecia morrer devido à natureza hedionda do crime.

A última mulher executada pelo governo federal no país foi Bonnie Brown Head, condenada à câmara de gás após participar do sequestro e assassinato de um menino de seis anos.

A Suprema Corte dos Estados Unidos decidiu em julho que o governo federal poderia voltar a executar pessoas após 17 anos — nesse meio tempo, a pena de morte só foi aplicada no âmbito estadual. Desde então, sete pessoas foram executadas pelo governo federal.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do publicado na primeira versão, a menina tem 12 anos de idade, e não 16. A informação foi corrigida.

Internacional