PUBLICIDADE
Topo

Eleições Americanas

Esse conteúdo é antigo

NYT: Jill Biden se tornará a 1ª primeira-dama dos EUA a manter o emprego

Joe Biden, presidente eleito dos EUA, ao lado da mulher, Jill Biden - Bastiaan Slabbers/NurPhoto via Getty Images
Joe Biden, presidente eleito dos EUA, ao lado da mulher, Jill Biden Imagem: Bastiaan Slabbers/NurPhoto via Getty Images

Do UOL, em São Paulo

08/11/2020 20h52

Jill Biden, futura primeira-dama dos Estados Unidos, irá se tornar a primeira a manter seu trabalho comum quando o marido assumir o de presidente. Ela é professora universitária e já havia falado que não pretendia largar o ensino caso Joe Biden ganhasse.

O democrata foi eleito o 46º presidente dos Estados Unidos na tarde do último sábado (7) após vencer Donald Trump na Pensilvânia e em Nevada. Segundo o jornal The New York Times, Jill continuará a trabalhar normalmente.

A futura primeira-dama é professora doutora de Inglês na universidade Northern Virginia Community College. Ela já havia falado em não largar o ensino em uma entrevista à rede norte-americana CBS em agosto.

"Se nós chegarmos à Casa Branca, eu vou continuar a ensinar. É importante e eu quero que as pessoas valorizem os professores e saibam de suas contribuições, quero valorizar a profissão", declarou Jill. Neste domingo (8), o New York Times confirmou a informação.

Quando Biden ocupou o cargo de vice-presidente, no mandato de Barack Obama (2009-2016), ela não deixou de dar aula. Caso faça o mesmo agora, segundo CBS, esta será a primeira vez a isso acontecer.

Eleições Americanas