PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Esse conteúdo é antigo

EUA registram mais de 3 mil mortes por covid-19 em um único dia

Pedestres usam máscara de proteção facial para se proteger da covid-19                        -                                 OLIVIER DOULIERY / AFP
Pedestres usam máscara de proteção facial para se proteger da covid-19 Imagem: OLIVIER DOULIERY / AFP

Do UOL em São Paulo

09/12/2020 23h45

Os Estados Unidos registraram hoje 3.034 mortes em decorrência da covid-19 somente nas últimas 24 horas, de acordo com dados compilados pela página de monitoramento da Universidade Johns Hopkins.

Essa seria a primeira vez que os EUA registram mais de 3 mil óbitos em um único dia, segundo informou a rede de TV americana CNN. No dia 3 de dezembro, no entanto, a agência Associated Press (AP) já havia destacado o número de 3.100 mortes. A média diária é de 2.230 óbitos desde o início da pandemia.

Até agora, os Estados Unidos são, de longe, o país mais afetado pela pandemia da covid-19 no mundo: foram 15.379.574 casos do novo coronavírus e 289.283 mortes em decorrência da doença. Em seguida, em número de casos, aparecem a Índia (com 9.735.850 casos e 141.360 mortes) e o Brasil (com 6.728.452 casos e 178.995 mortes).

Segundo a CNN, as autoridades locais continuam preocupadas com o número de pacientes de covid-19 internados e a capacidade dos hospitais de encontrar quartos suficientes. Nesta quarta-feira, a Califórnia bateu recordes em casos, hospitalizações e admissões em UTI. O estado possui apenas cerca de 1.500 leitos de UTI disponíveis.

O recorde diário acontece em meio a uma corrida para a liberação emergencial de uma vacina eficaz no território americano.

As principais autoridades de saúde do governo do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, traçaram um cronograma no início da semana que prevê distribuir imunizantes contra o novo coronavírus para até 24 milhões de pessoas até meados de janeiro.

Já em meados de março, "a maior parte da população altamente suscetível, cerca de 100 milhões de pessoas" deve ser vacinada, segundo adiantou Moncef Slaoui, o principal conselheiro científico da Operação Warp Speed —programa de desenvolvimento de vacinas do governo Trump.

A vacina fabricada pela Pfizer pode estar disponível até o final da semana, caso haja aprovação emergencial pelo FDA (Food and Drug Administration), agência de regulação de medicamentos dos Estados Unidos, disse Slaoui em entrevista à CNN. O corpo técnico da FDA se reúne nesta quinta-feira. O uso do imunizante foi autorizado na semana passada no Reino Unido.

Biden pede para população usar máscara

Recentemente, o presidente eleito dos Estados Unidos, o democrata Joe Biden, fez um apelo para que a população use máscara em locais públicos, tema que divide os americanos. O presidente Donald Trump raramente é visto usando máscara, mesmo em eventos públicos após ter contraído a covid-19.

"Não importa em quem você votou ou quem você apoiou. Não importa seu partido ou ponto de vista. Nós podemos salvar milhares de vidas se todo mundo usar máscara pelos próximos meses", afirmou.

"Não será para sempre [o uso de máscara], mas é assim que vamos reerguer nosso país e nossa economia. Então nós poderemos celebrar aniversários e feriados juntos, ir a eventos esportivos e retomar as vidas que compartilhávamos antes da pandemia. Temos de fazer isso juntos", declarou Biden, que deve tomar posse somente em janeiro.

Coronavírus