PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
3 meses

Senador republicano diz que Pence ficou magoado com ataques de Trump a ele

O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, ficou "muito magoado" com Trump por causa dos ataques  - Erin Schaff/Pool via REUTERS
O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, ficou 'muito magoado' com Trump por causa dos ataques Imagem: Erin Schaff/Pool via REUTERS

Do UOL, em São Paulo

07/01/2021 10h28

O senador republicano Jim Inhofe, de Oklahoma, disse que o vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, ficou "muito magoado" com os ataques feitos a ele pelo presidente Donald Trump.

Ontem, Trump criticou seu vice por "não ter a coragem de fazer o que deveria ser feito para proteger o país". Pence vinha sendo pressionado pelo presidente para não reconhecer o resultado da eleição que teve Joe Biden como vencedor.

O vice, no entanto, declarou que defenderia a Constituição e que não impediria a certificação da vitória do democrata.

Inhofe, amigo de longa data de Pence, contou que teve uma conversa com ele na qual o vice expressou sua frustração com o companheiro de chapa.

"Eu conheço Mike Pence desde sempre. Nunca vi Pence tão bravo como hoje", declarou Inhofe na noite de ontem ao jornal Tulsa World.

Já ao The Oklahoman, o senador relatou que Pence disse a ele "o quanto isso (o ataque de Trump) o magoou. E magoou mesmo. Eu poderia dizer pela maneira como ele estava falando. "

Ele disse que o vice ainda descreveu a reação do mandatário como "injusta". "'Sabe, por quatro anos, fiz tudo o que o presidente queria. Eu fui seu aliado mais próximo, nunca discordei dele'", acrescentou o senador sobre o que o vice teria lhe falado.

Invasão ao Capitólio

Ontem, Washington viveu momentos de terror com a invasão de apoiadores do presidente ao Capitólio, onde o Congresso se reuniu para certificar a vitória de Biden. Segundo a polícia, quatro pessoas morreram.

Momentos antes da invasão, Trump havia insuflado seus apoiadores a se manifestarem contra a proclamação da vitória de Biden com um discurso na capital americana. Pence, que presidia a sessão, foi retirado do local por seguranças.

A sessão foi retomada por volta das 20h locais (22h de Brasília) com um pronunciamento de Pence: "Aqueles que causaram estragos em nosso Capitólio hoje, vocês não venceram. A violência nunca vence. A liberdade vence. Esta ainda é a casa do povo. Ao nos reunirmos nesta câmara, o mundo testemunhará novamente a resiliência e a força de nossa democracia."

O Congresso certificou, na madrugada de hoje, a vitória Biden. Minutos após a decisão, Trump disse que haverá uma transição ordeira quando o democrata tomar posse como novo presidente em menos de duas semanas, no dia 20 de janeiro.

Internacional