PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Conheça Buddy, o pombo 'estiloso' que possui guarda-roupa próprio

O pombo Buddy possui um guarda-roupa feito sob medida pela artista e "mãe" de 9 pombos Anastassia Fulmer - Reprodução/@lansingnaturestudy
O pombo Buddy possui um guarda-roupa feito sob medida pela artista e 'mãe' de 9 pombos Anastassia Fulmer Imagem: Reprodução/@lansingnaturestudy

Colaboração para o UOL, em São Paulo

20/01/2021 19h06

É normal que ícones da moda e blogueiros façam sucesso pelo seu estilo, mas quem também adora caprichar na vestimenta é um pombo chamado Buddy. A ave costumava ser um pombo-correio, mas se aposentou após ter uma lesão na asa e foi adotada nos Estados Unidos por Caitlyn Polyak-Roach, de 32 anos.

Buddy muda seu "look" diariamente, de acordo com o site britânico Metro. Ele possui à sua disposição um guarda-roupa personalizado com roupas feitas sob medida pela artista Anastassia Fulmer, que se auto intitula "mãe" de 9 pombos.

A dona de Buddy gastou um total de 140 libras esterlinas (cerca de R$ 1 mil) para comprar os conjuntos do pássaro feitos pelas mãos da artista. As roupas são muito detalhadas, mas não prendem as asas, garantindo que a ave mantenha seu estilo excêntrico na hora do voo.

Além disso, as peças também têm uma outra serventia mais "mundana": elas permitem Buddy voltar para casa limpo, evitando ficar sujo com as próprias fezes.

Buddy - Reprodução/@lansingnaturestudy - Reprodução/@lansingnaturestudy
Buddy com seu 'look' especial de estampa de pombo
Imagem: Reprodução/@lansingnaturestudy

Quando retorna ao lar, o pombo acessa o vestuário em um guarda-roupa de vime. O "armário" em miniatura é uma criação improvisada por Caitlyn com uma tampa de cesta velha, um pino de madeira e alguns ganchos de cortina de chuveiro. Os ganchinhos ajudam o pequeno Buddy a movimentar as roupas com o bico.

A proprietária do pombo explica que as peças servem como "calças" que garantem que o animal tenha liberdade de acesso aos vários cômodos da casa dela. Assim, a ave senta no sofá com a família para assistir televisão e sempre vai muito bem vestida a lojas de animais e vários estabelecimentos, sem espalhar cocô.

Acontece que a dona de Buddy é contrária a ideia de treinar "pombos para irem ao banheiro" e prefere deixá-lo à vontade para aliviar as suas necessidades com a proteção das roupas. Dessa maneira, ele pode ficar na companhia dos humanos.

"Os pombos são criaturas sociais e o 'rebanho' de Buddy são os humanos em casa", analisou a apaixonada por aves. "Ele [Buddy] precisa de uma maneira de se envolver conosco livremente dentro de nossa casa, sem o problema de cocô em toda parte", completou.

Internacional