PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Papagaia viciada em batatas de saco faz dieta e volta a voar na Inglaterra

Bud ganhou uma nova família no ano passado após ser doada pelo seu antigo dono - Reprodução/PA via MetroUK
Bud ganhou uma nova família no ano passado após ser doada pelo seu antigo dono Imagem: Reprodução/PA via MetroUK

Do UOL, em São Paulo

27/01/2021 21h15

A papagaia Bud era viciada em batatas fritas onduladas em saco e conseguia identificar o aperitivo a quilômetros de distância, segundo Chloe Shorten, que adotou a ave no ano passado, na Inglaterra.

A mulher conheceu Bud antes do bloqueio causado pela pandemia da covid-19 quando o dono dela a levou para doação na filial da Sociedade Real para a prevenção da crueldade com os animais, onde Chloe trabalha.

"Bud chegou poucos dias antes do bloqueio, pois ela se tornou demais para seus donos e eles não podiam mais cuidar dela. Os papagaios são pássaros incrivelmente inteligentes e precisam de cuidados especializados — e certamente estávamos com as mãos ocupadas quando ela chegou. Ela também estava extremamente acima do peso, pesando 620g — mais de 200g mais pesado do que deveria", explicou.

Chloe contou que Bud "literalmente caía no chão" sempre que tentava voar e tinha dificuldades de se levantar.

"Ela tem a audição de um morcego e pode detectar um pacote de batatas fritas sendo aberto a seis quilômetros de distância, então não é surpresa que ela estivesse acima do peso. Batatas fritas foram estritamente proibidas de nossa casa para que ela não conseguisse comprar!", disse a mulher que logo notou que o "problema" da papagaia eram as batatas onduladas.

Após a proibição, logo notou-se que a papagaia começou a perder peso e, consequentemente, voltou a voar. Agora, Bud pode falar ainda mais e dar um grito alto de "olá" aos visitantes da nova casa dela.

Chloe, que tem três cachorros e três gatos, ressaltou que ter um papagaio em casa "não é para os fracos".

"Eles dão muito trabalho e vivem por muito tempo, então é extremamente importante que as pessoas façam suas pesquisas antes de começar [a cuidar de] um. Eles são, no entanto, muito divertidos e incrivelmente recompensadores. Temos muita sorte de poder dar a ela um lar para sempre e, com sorte, teremos muitos mais anos com ela e suas palhaçadas hilariantes", explicou.

Internacional