PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Casal confessa crime no YouTube: 'É o 3º dia desde que matamos alguém'

Aaron e Sierra não tinham o relacionamento aprovado por suas respectivas famílias - Reprodução
Aaron e Sierra não tinham o relacionamento aprovado por suas respectivas famílias Imagem: Reprodução

Colaboração para o UOL, em São Paulo

11/06/2021 12h23

Sierra Halseth, de 16 anos, e Aaron Guerrero, de 18, confessaram o assassinato do pai da jovem, Daniel Halseth, em um vídeo em tom de deboche sobre crime ao qual já eram suspeitos.

"Bem-vindo ao nosso canal.., É o terceiro dia desde que matamos alguém", diz Aaron no vídeo achado pela polícia, em que está ao lado de Sierra. A garota, então, protesta contra o namorado: "Não diga isso". Mas, em tom de deboche, ele responde que "valeu a pena" e a acaricia.

Ambos já haviam sido acusados pelo assassinato do pai de Sierra, encontrado esquartejado em sua casa em Las Vegas (EUA) no mês de abril. De acordo com o site 8 News, as famílias dos jovens tentavam afastar um do outro desde dezembro do ano passado, quando foram pegos tentando fugir para Los Angeles, e esse seria o motivo do crime.

Os investigadores do caso alegam que os adolescentes usaram os cartões bancários de Daniel para fazer compras e colocaram um tapete repleto de sangue no porta-malas do carro que usaram como veículo de fuga. O vídeo confessional foi gravado enquanto o casal estava foragido e sem dar notícias para suas famílias.

Ainda segundo a polícia, os adolescentes fizeram um "extenso" esforço para limpar a casa do pai de Sierra e não deixar rastros do crime. No entanto, há registros deles comprando uma serra elétrica e luvas que foram encontradas no local.

Após o período foragidos, Sierra e Aaron foram encontrados em Salt Lake City, no estado norte-americano de Utah, e mandados de volta para Las Vegas. A promotoria afirmou ao Review Journal que pretende pedir a pena de morte para o jovem que é maior de idade, enquanto a garota também será julgada como adulta, mas sem a possibilidade de pena capital.

O casal deve se apresentar a um tribunal na segunda-feira (14). Não há informação se, mesmo depois da confissão gravada em vídeo, eles declararão culpados ou inocentes pelo assassinato do homem de 45 anos.

Internacional