PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

'Tarzan da vida real' morre de câncer 8 após trocar selva pela civilização

8.ago.2013 - Ho Van Lang (dir.) é fotografado após ser encontrado em floresta da província de Quang Ngai, no Vietnã - Efe/ Tuoi Tre
8.ago.2013 - Ho Van Lang (dir.) é fotografado após ser encontrado em floresta da província de Quang Ngai, no Vietnã Imagem: Efe/ Tuoi Tre

Do UOL, em São Paulo

13/09/2021 11h50Atualizada em 14/09/2021 08h54

O vietnamita Ho Van Lang, conhecido como o "Tarzan da vida real", morreu aos 52 anos com um câncer no fígado, segundo o Daily Mail. Lang viveu na selva do Vietnã por 41 anos com o seu pai, que fugiu após um bombardeio durante a Guerra do Vietnã matar metade de sua família. Ele havia retornado do mundo selvagem há apenas oito anos e morreu na segunda-feira passada (6). A notícia, no entanto, só foi divulgada esta semana na imprensa internacional.

Segundo a publicação, o contato com a sociedade vietnamita ocorreu em 2013 e tanto pai quanto filho acreditavam que a Guerra do Vietnã ainda estava acontecendo. Álvaro Cerezo, amigo de Lang, disse que viver uma vida "moderna" provavelmente teve consequências fatais depois que começou a consumir alimentos processados e às vezes a beber álcool.

'Estou muito triste por vê-lo partir, mas para mim a sua morte é também uma libertação porque sei que ele sofreu nos últimos meses. Ele era um ser humano lindo, esquecê-lo será impossível, vou sentir falta dele todos os dias", disse. "Mas não gostei de vê-lo vivendo na civilização. Sempre me preocupei que ele e seu corpo não fossem capazes de lidar com uma mudança tão drástica."

tarzan - Efe/ Baoquangngai.Vn - Efe/ Baoquangngai.Vn
7.ago.2013 - Ho Van Lang (dir.), após ser encontrado em floresta na província de Quang Ngai, no Vietnã
Imagem: Efe/ Baoquangngai.Vn

Ainda, de acordo com a publicação, as autoridades locais afirmaram que foi o irmão mais velho de Lang, Ho Van Tri, que encorajou os dois a retornarem quando a saúde do pai começou a se deteriorar em 2013. O ancião morreu em 2017, por causa desconhecida. Antes da Guerra do Vietnã, ele vivia com sua família em um vilarejo no país.

Os dois sobreviveram na selva colhendo alimentos e plantando milho. Eles usavam tangas feitas de casca de árvore e viviam em uma espécie de casa da árvore. Eles só foram encontrados em agosto de 2013, quando oficiais montaram uma equipe para rastreá-los em uma busca de cinco horas.

Na época, Lang foi submetido a exames médicos com o pai e só retornou à casa em julho de 2016.

Internacional