PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Vídeo: Tubarão ataca surfista de 16 anos em praia da Flórida (EUA)

Jovem surfista foi atacado no braço por tubarão enquanto surfava em praia dos EUA - Reprodução/Instagram
Jovem surfista foi atacado no braço por tubarão enquanto surfava em praia dos EUA Imagem: Reprodução/Instagram

Colaboração para o UOL, em São Paulo

16/09/2021 23h29

O jovem Doyle Nielsen, de 16 anos, viveu momentos de tensão enquanto surfava na praia de New Smyrna, no estado da Flórida, nos Estados Unidos. Ele remava no mar agitado em busca de uma onda, quando foi surpreendido, de repente, por um tubarão investindo contra seu braço direito. As imagens do incidente, registradas em vídeo no último dia 9 de setembro, se espalharam em todo o mundo.

A princípio, Nielsen conta que não percebeu que havia sido mordido, mas pensava que tinha sido atingido por outro surfista. "Parecia que alguém em sua prancha de surfe veio a toda velocidade diretamente em minha direção e me atingiu com muita força", disse o jovem em entrevista à "ABC News".

Assista o momento abaixo:

A praia onde o caso aconteceu é conhecida como a "capital mundial das mordidas de tubarão". Acredita-se que, pelas características visíveis do animal, a mordida tenha sido de um tubarão-galha-preta (Carcharhinus limbatus), espécie que pode chegar aos 3m e mais de 120 kg, comum nas águas tropicais e temperadas em todo o mundo e que pode se tornar agressiva, com registros oficiais de ataques, inclusive no Brasil.

Após o susto, o adolescente ouviu os gritos dos colegas para que saísse da água e conseguiu voltar para a prancha e retornar à costa, onde foi atendido por uma equipe de resgate. Ele precisou levar nove pontos no braço, mas passa bem. "Eu tive sorte", comentou Nielsen em postagem no Instagram em que lembra: "o território é deles".

Após ataque, adolescente levou pontos no braço, mas se recupera bem - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Após susto, adolescente diz já estar pronto para voltar a surfar
Imagem: Reprodução/Instagram

Internacional