PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Filhote de macaco se mantém abraçado a corpo da mãe morta por leão

Imagem de presa e predador foi feita no começo do ano, mas ganhou atenção só agora; bebê também acabou morrendo  - Reprodução/Instagram/Hendri Venter
Imagem de presa e predador foi feita no começo do ano, mas ganhou atenção só agora; bebê também acabou morrendo Imagem: Reprodução/Instagram/Hendri Venter

Do UOL, em São Paulo

15/10/2021 23h14Atualizada em 15/10/2021 23h14

O fotógrafo Hendri Venter, de 60 anos, conseguiu capturar o exato momento em que um filhote de macaco se agarra ao corpo da mãe, que havia sido morta por um leão e estava presa à boca do predador.

A foto foi feita na Reserva Privada Zimanga, na África do Sul, onde Venter atua também na indústria do turismo.

"Como guia de safári, eu já vi muitos encontros cruéis da vida selvagem, mas esse foi de longe o pior", afirmou Hendri ao jornal britânico The Sun. "A natureza, maravilhosa e incrível como é, pode ser também amedrontadora, quase beirando o atroz, mas essa é a realidade".

Em uma das fotos, o filhote encara a câmera do fotógrafo enquanto se segura ao corpo da mãe, já imóvel entre os dentes do felino.

Hendri ainda capturou o momento em que um segundo predador entra em cena. O profissional estava a apenas 19 metros do local em que toda a ação acontecia. As imagens foram feitas no começo do ano, mas ganharam repercussão na mídia internacional apenas esta semana.

Ele conta que o outro leão que aparece nas fotos não conseguiu roubar a presa do primeiro, mas que o filhote acabou sendo morto pouco depois por um irmão mais novo do grupo. Toda sequência de imagens foi feita em menos de um minuto.

"Eu estava em um passeio com convidados, seguindo sete leões e notei um dos machos perseguindo algo até um arbusto", lembra o fotógrafo. "Ele virou e eu imediatamente vi o macaco e peguei minha câmera".

"Com certeza, causa emoções... ver um bebê sem esperanças agarrar o corpo sem vida da própria mãe quando não há nada que você pode fazer para ajudar", concluiu.

Internacional