PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Sete pessoas morrem após comer carne de tartaruga com toxina rara; entenda

Apesar dos riscos, a carne de tartaruga é uma iguaria em vários países africanos - Jason Edwards/National Geographi
Apesar dos riscos, a carne de tartaruga é uma iguaria em vários países africanos Imagem: Jason Edwards/National Geographi

Colaboração para o UOL

30/11/2021 13h41

Sete pessoas morreram depois de comerem carne de tartaruga, na ilha de Pemba, na Tanzânia. Entre as vítimas há uma criança de três anos. Há ainda três pessoas hospitalizadas.

A carne das tartarugas marinhas é uma iguaria comum entre a maioria das pessoas que vivem nas ilhas e nas áreas costeiras do país africano. Mas se acredita que aquela que os residentes de Pemba comeram estava intoxicada por uma substância que pode aparecer no consumo do réptil. As autoridades já chegaram a proibir o consumo de tartarugas na região.

Em casos raros, a carne de tartaruga pode ser nociva devido a um tipo de intoxicação alimentar chamado de quelonitoxismo. Sua causa exata não é conhecida, mas se aponta que esteja ligada a algas venenosas que as tartarugas comem, de acordo com a Turtle Foundation.

Pelo menos cinco famílias em Pemba, que faz parte das ilhas semi-autônomas de Zanzibar, comeram carne de tartaruga na última quinta-feira (25), disse o comandante da polícia local Juma Said Hamis à BBC.

Os efeitos foram sentidos pela primeira vez no dia seguinte e a criança de três anos foi a primeira a morrer. Dois outros morreram naquela noite e mais quatro no domingo (28).

Outras 38 pessoas deram entrada no hospital, mas a maioria recebeu alta e os três que permaneceram estão em condições estáveis.

O pior impacto do envenenamento pode ter ocorrido em crianças e idosos, embora adultos mais saudáveis também possam ser gravemente afetados, afirma a Turtle Foundation.

Outras tragédias

Em março, em Madagascar, 19 pessoas, incluindo nove crianças, morreram após comerem carne de tartaruga, informou a agência AFP, na época.

As autoridades de saúde também chegaram a emitir alertas à população para evitar consumir tartarugas e outras espécies de animais marinhos durante o verão.

Todo ano na nação insular, cerca de cinquenta famílias são envenenadas por esse tipo de alimentação e frequentemente há mortes.

Casos também foram relatados na Indonésia, Micronésia e ilhas do Oceano Índico na Índia.

Internacional