PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
5 meses

'Peixe com mãos' é encontrado na Austrália pela primeira vez em 20 anos

Peixe usa "mãos" para rastejar ao longo do fundo do mar - Reprodução/CSIRO Marine Research
Peixe usa 'mãos' para rastejar ao longo do fundo do mar Imagem: Reprodução/CSIRO Marine Research

Mateus Omena

Colaboração para o UOL, em São Paulo

06/01/2022 11h14

Um peixe que nada com membros semelhantes a mãos foi encontrado por mergulhadores vagando pelo fundo do mar na Austrália. A aparição desta rara espécie é a primeira em mais de 20 anos.

O peixe-mão rosa, também conhecido como Brachiopsilus dianthus, foi visto pela última vez por um mergulhador na costa da Tasmânia, em 1999.

Outras revelações foram registradas apenas quatro vezes e temendo por sua sobrevivência, as autoridades recentemente classificaram a criatura como ameaçada de extinção.

Por outro lado, os cientistas se sentem otimistas com esta descoberta de "agulha no palheiro", pois acreditam que esta espécie de peixe esteja aumentando.

De acordo com o biólogo marinho Neville Barrett, associado da Universidade da Tasmânia, trata-se de uma nova esperança para a sobrevivência da espécie, que antes se pensava que vivia apenas em águas rasas. "A maior surpresa foi encontrar um peixe-mão rosa na região a uma profundidade de cerca de 120 metros", disse o especialista.

"Até este avistamento, a espécie havia sido registrada apenas quatro vezes e foi classificada como uma rara sob a Lei de Espécies Ameaçadas da Tasmânia", explica Barrett. "Esta descoberta oferece esperança para a sobrevivência contínua do peixe-mão rosa, visto que eles têm um habitat e uma distribuição mais amplos do que se pensava", completa.

O peixe-mão rosa deve o seu nome às barbatanas em forma de mão que usa para caminhar ao longo do fundo do mar.

Em entrevista ao canal ABC, Ashlee Bastiaansen, também da Universidade da Tasmânia, disse que foram as "mãos" da criatura que chamaram sua atenção. "Eu estava assistindo a um de nossos vídeos de expedição e havia um peixinho que surgiu na borda do recife que parecia um pouco estranho", disse. "Eu dei uma olhada mais de perto e fiquei surpresa ao ver suas mãozinhas".

Segundo os pesquisadores, o peixe-mão rosa é nativo apenas da Austrália. Esta espécie, assim como outras, podem ser encontradas no parque marinho da Tasmânia, uma área de preservação um pouco maior que a Suíça, que contém uma enorme fenda na crosta terrestre onde a vida marinha presente em profundidades de mais de 4.000 metros.

Mas é apenas uma das muitas espécies endêmicas da área, de acordo com Jason Mundy da Parks Australia, a agência governamental que administra os parques nacionais do país.

"A colaboração é a chave para o levantamento deste extraordinário parque marinho", disse Mundy. "Seus desfiladeiros e montanhas subaquáticas mantêm uma notável diversidade e abundância de criaturas marinhas, muitas das quais não são encontradas em nenhum outro lugar do mundo".

Internacional