PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Homem fratura o pênis durante o sexo e membro fica como uma berinjela

Homem teve que passar por intervenção cirúrgica após apresentar inchaço e dificuldade para urinar - iStock
Homem teve que passar por intervenção cirúrgica após apresentar inchaço e dificuldade para urinar Imagem: iStock

Do UOL, em São Paulo

06/07/2022 13h59Atualizada em 06/07/2022 19h35

Um homem foi diagnosticado com uma fratura apelidada pela medicina de "deformidade berinjela" após ouvir um estalo no pênis durante uma relação sexual. O caso do paciente de 50 anos, que sofreu o ferimento "extremamente raro e doloroso", foi relatado na revista científica International Journal of Surgery Case.

Depois de perder a ereção, o homem sentiu um desconforto extremo e sangramento na uretra, além de não conseguir urinar. Ele decidiu ir a um hospital em Java, na Indonésia, onde vive, relatando que já estava com inchaço na genitália havia pelo menos quatro horas.

Após exames, a equipe médica atestou a "deformidade berinjela" — um claro sinal de fratura no pênis, de acordo com o relatório divulgado no veículo científico. O genital do paciente estava curvado para a direita com o inchaço, justificando o apelido.

Além da aparência anormal, os profissionais encontraram uma hemorragia "significativa" nos tecidos do pênis, o que deu uma coloração arroxeada ao órgão, dificultando o trabalho de encontrar o local exato em que aconteceu a "quebra", já que os hematomas chegavam até mesmo ao escroto.

O homem teve que passar por uma cirurgia imediata para reparar o problema. Após ser identificada, a câmara erétil quebrada foi fixada com materiais absorvíveis pelo próprio organismo e fechada com pontos, e as extremidades da uretra, o canal que conduz a urina da bexiga para forma do corpo, também foram reparadas cirurgicamente.

Além disso, um tubo de drenagem foi inserido no escroto, para evitar a formulação de coágulos na região. O homem teve alta do hospital cinco dias após a intervenção, com um cateter que foi mantido por 21 dias, durante a recuperação da uretra.

"O paciente voltou para uma checagem no sétimo dia de pós-operatório. A cicatriz pareceu estar em bom estado", relataram os médicos no relatório. "O paciente foi avaliado novamente no 21º dia de pós-operatório, quando o cateter de uretra foi retirado. O resultado foi considerado satisfatório".

O acompanhamento continuou e quatro meses depois do incidente, o paciente teria afirmado estar "muito satisfeito com o resultado", sem ter problemas para manter relações sexuais ou para urinar.

O pênis do homem ainda apresenta uma leve curvatura durante a ereção, mas sem dor, segundo o documento, destacando que a situação não é anormal, mesmo em pessoas que nunca tiveram fratura. Entre os sinais de "quebra" do órgão, três são mais frequentes: um som de "estalo", inchaço e a mudança de cor para um tom semelhante a um hematoma.

Internacional