Advogado que defendeu agente de Maradona será ministro de Milei; veja lista

O ultradireitista Javier Milei assume a presidência da Argentina, neste domingo (10), junto a seus novos ministros.

Ministério da Economia - Luis Caputo

Luis Caputo será ministro da Economia do governo Javier Milei na Argentina
Luis Caputo será ministro da Economia do governo Javier Milei na Argentina Imagem: MARCOS BRINDICCI/REUTERS

Ex-ministro de Finanças do governo de Mauricio Macri, Caputo também foi presidente do Banco Central e secretário de Finanças. Economista, formado pela Universidade de Buenos Aires, ele tem experiência também no setor privado, com passagens pelo Deutsche Bank e JP Morgan. Deu aulas na Universidade Católica Argentina até 2015. O nome de Caputo foi confirmado pela equipe de Milei no X —antigo Twitter.

Ministério do Interior - Guillermo Francos

Advogado formado pela Universidad del Salvador de Buenos Aires, trabalhou como articulador na campanha de Milei. Tem experiência política, foi deputado nacional, vereador. Integrou o Partido Federal, trabalhou nos ministérios da Justiça e da Educação, e no BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento). Francos foi confirmado pela equipe de Milei também por rede social.

Ministério da Segurança - Patricia Bullrich

O presidente eleito da Argentina, Javier Milei, nomeou como ministra da segurança a conservadora Patricia Bullrich, que foi sua rival no primeiro turno presidencial em outubro
O presidente eleito da Argentina, Javier Milei, nomeou como ministra da segurança a conservadora Patricia Bullrich, que foi sua rival no primeiro turno presidencial em outubro Imagem: DIEGO LIMA / AFP

Ex-candidata à presidência, a conservadora Patricia Bullrich é cientista política, foi ministra de Segurança, no governo Macri, e do Trabalho, na gestão de Fernando de la Rúa. Após sua derrota no primeiro turno da eleição presidencial, foi para o lado de Javier Milei, no segundo turno. Sua entrada no novo governo foi anunciada pelo X.

Ministério da Justiça - Mariano Cúneo Libarona

Advogado que defendeu agente de Maradona após apreensão de cocaína nos anos 1990. Libarona é formado pela Universidad del Museo Social Argentino e, ao lado dos irmãos, comanda o escritório de advocacia que leva o seu sobrenome e é especializado em fraudes e crimes fiscais. Entre os seus casos mais famosos, defendeu Guillermo Coppola, então empresário do jogador Diego Maradona, devido a uma apreensão de droga.

Milei anunciou o seu nome em entrevista à rádio Mitre, um dia depois de derrotar nas urnas Sergio Massa —com 55,76% dos votos, contra 44,23% do peronista.

Continua após a publicidade

Ministério da Saúde - Mario Russo

Nome anunciado na sexta-feira (8), em rede social, Mario Russo é cardiologista formado pela Universidade de Buenos Aires. Ele já trabalhou no Ministério da Saúde como coordenador de políticas sanitárias e foi secretário de Saúde da província de San Miguel.

Ministério do Capital Humano - Sandra Pettovello

Sandra Pettovello deve assumir Ministério do Capital Humano
Sandra Pettovello deve assumir Ministério do Capital Humano Imagem: Reprodução / Instagram / javiermilei

A pasta da Saúde, anteriormente, faria parte de um superministério chamado Capital Humano, que também abraçaria as áreas de Educação, Trabalho e Desenvolvimento Social. O nome cotado para assumi-lo, segundo a imprensa argentina, é o da ex-produtora de televisão Sandra Pettovello, que tem participado de reuniões com Milei.

De perfil discreto, Pettovello é formada em Ciências da Família, pela Universidade Austral. Ela é ex-vice-presidente da União do Centro Democrático.

Continua após a publicidade

Ministério das Relações Exteriores - Diana Mondino

Diana Mondino será Ministra de Relações Exteriores no governo de Milei
Diana Mondino será Ministra de Relações Exteriores no governo de Milei Imagem: Reprodução / Instagram

Formada pela Universidade Nacional de Córdoba, Diana Mondino é professora de Finanças na Universidade Cema. Ela ingressou na política em 2023 e obteve o cargo de deputada pelo partido A Liberdade Avança.

Ela esteve no Brasil, no fim de novembro, quando se encontrou com o chanceler brasileiro Mauro Vieira. Na ocasião, também entregou um convite para o presidente Lula (PT), para a posse de Milei. O encontro ocorreu após declarações de Diana à agência de notícias russa RIA Novosti, em que disse que a Argentina iria "parar de interagir com os governos do Brasil e da China".

Ministério de Infraestrutura - Guillermo Ferraro

O empresário Guillermo Ferraro será o nome à frente do "superministério" que abrigará Transportes, Obras Públicas, Energia, Minas e Comunicações. Ele mesmo fez o anúncio de seu novo posto em entrevista à rádio Mitre. Com passagem pelos setores público e privado, Ferraro é graduado em Administração e doutor em Ciências Econômicas. Também foi professor de Administração na Universidade de Buenos Aires. Na década de 1970, fundou a consultoria Ferraro Camacho & Asociados.

Continua após a publicidade

Ministro da Defesa - Luis Petri

Ex-candidato à vice-presidência na chapa de Patricia Bullrich, Luis Petri assumirá a Defesa, consolidando a aliança do A Liberdade Avança com o Juntos pela Mudança, como anunciado no X. Segundo o jornal Clarín, ele foi deputado nacional entre 2013 e 2021 por Mendonza e, nesse período, presidiu a comissão de Segurança Interna.

Veja discurso de Milei:

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes