Como drones movidos por motos aquáticas afundaram navio russo

A Ucrânia afirmou ter destruído o navio de guerra russo Ivanovets usando drones marítimos movidos por motos aquáticas - também conhecidas como jet skis.

O que aconteceu

Uma unidade militar ucraniana disse que afundou um dos navios da frota russa do Mar Negro na última semana. Ao todo, foram usados dez drones marítimos no ataque — seis deles atingiram o alvo, segundo a CNN.

Os drones usados são conhecidos como "Magura". Eles têm 5,4 m de comprimento e um alcance de 800 km, segundo o Business Insider. Já a carga útil deles é de 250 kg, podendo ser aumentada para 300 kg.

Piloto contou detalhes. À CNN, um dos pilotos dos drones, identificado apenas como "13", disse que os aparelhos são movidos por motos aquáticas e controlados por uma conexão de internet via satélite.

O piloto afirmou ainda que o drone pode ser pré-programado para a maior parte do seu voo. Ele é monitorado por um piloto e pode ser controlado manualmente para a aproximação final.

O que mais se sabe sobre os drones marítimos?

Os drones marítimos controlados remotamente estão surgindo como uma possibilidade para a Ucrânia desafiar o domínio russo na guerra. Como os drones aéreos, os marítimos também não são tripulados, o que significa que não há risco de perda de pessoal. Porém, ao contrário dos drones convencionais, os marítimos podem carregar uma carga muito mais pesada de explosivos, sendo assim uma arma mais potente.

Custo relativamente baixo. Os drones marítimos também parecem ser feitos de componentes que estão prontamente disponíveis e não são difíceis de se obter, de acordo com a NBC News. Por serem de custo relativamente baixo, eles podem ser usados em grandes quantidades.

Continua após a publicidade

Desenvolvido internamente. Em agosto do ano passado, após um ataque à ponte do estreito de Kerch, construída na Rússia e que conecta a Crimeia ao continente, o chefe da SBU (Serviço de Segurança da Ucrânia), Vasyl Maliuk, disse à CNN norte-americana que o drone era resultado de meses de desenvolvimento que começaram logo após a invasão russa.

"Os drones marítimos são uma invenção única do Serviço de Segurança da Ucrânia", disse ele. "Nenhuma empresa privada está envolvida. Usando esses drones", continuou.

*Com reportagem publicada em 16/08/2023

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes