Incêndio em prédio residencial deixa ao menos 9 mortos na Espanha; vídeo

Um incêndio em um prédio residencial de 14 andares deixou ao menos nove mortos em Valência, na Espanha. Ainda há uma pessoa desaparecida e, por isso, o número de óbitos pode aumentar, segundo as autoridades locais.

O que aconteceu

Quatro dos nove mortos eram membros da mesma família. As vítimas eram a mãe, o pai, o filho de 3 anos e a filha recém-nascida, de acordo com o jornal espanhol El País.

Fogo começou às 17h30 (13h30 em Brasília) de quinta-feira (22). Ainda hoje os bombeiros tentavam apagar todos os focos de incêndio e, assim, procurar por possíveis vítimas. Não podemos descartar [mais mortes], porque haverá mais buscas", disse Pilar Bernabé, delegada do governo na região.

Suspeita é de que as chamas tiveram início no oitavo andar. O incêndio se espalhou rapidamente, atingindo as duas torres do complexo residencial. Os ventos fortes em Valência também dificultaram o trabalho dos bombeiros. Segundo as autoridades locais, há risco de desabamento.

Edifício tem 14 andares e fica na região noroeste de Valência. Devido às altas temperaturas, os bombeiros só conseguiram entrar no prédio pouco antes das 12h (8h em Brasília). "Estamos muito mal, sabemos o que é perder a nossa casa", contou à AFP Slava Honcharenko, uma ucraniana de 31 anos que disse conhecer várias famílias que moravam no edifício.

Materiais usados na fachada podem ter ajudado a propagar o incêndio. A vice-presidente do Colégio de Engenheiros Técnicos Industriais de Valência, Esther Puchades, disse à TV A Punt que a voracidade do fogo pode ser atribuída a um revestimento de poliuretano instalado na fachada. Outros especialistas citaram o polietileno — mesmo material usado na Torre Grenfell, em Londres, onde um incêndio deixou 72 mortos em 2017.

Prefeitura disponibilizou 131 apartamentos em outro prédio para os atingidos. Ainda decretou luto oficial de três dias e anunciou uma ajuda de milhares euros para que as famílias que perderam tudo possam comprar roupas e alimentos. O jogo de futebol entre Valência e Granada, previsto para sábado (24), também foi adiado.

Presidente da Espanha se solidarizou com as famílias das vítimas. "Quero agradecer aos servidores públicos por fazerem um excelente trabalho, mesmo arriscando suas vidas. Estamos aqui para ajudar vocês, para mostrar nosso compromisso e solidariedade de toda a sociedade espanhola", publicou Pedro Sánchez no X (antigo Twitter).

Continua após a publicidade

(*Com AFP e ANSA)

Deixe seu comentário

Só para assinantes