Conteúdo publicado há 28 dias

Médico brasileiro está sob vigilância em hospital após acidente na Namíbia

O médico brasileiro Charles Sá, único sobrevivente do acidente de carro ocorrido durante safari na Namíbia, está sob guarda policial em um hospital na cidade de Otjiwarongo. O Itamaraty acompanha o caso.

O que aconteceu

Brasileiro é investigado por homicídio culposo. O porta-voz da polícia, Kauna Shikwambique, afirmou ao jornal The Namibian nesta sexta-feira (21) que o médico foi imprudente na direção, conforme a Lei de Trânsito Rodoviário do país, de 1988. A primeira audiência dele está marcada para a próxima quinta-feira (27).

Representante da embaixada do Brasil em Windhoek foi enviado para acompanhar o caso. Ao UOL, o Itamaraty informou que foi notificado na quinta-feira (19) e que permanece em contato permanente com as autoridades locais e com os familiares dos brasileiros.

Embaixada afirmou que médico está "sob cuidados das autoridades namibianas até que haja audiência". Ao canal brasileiro Inter TV, a embaixada brasileira em Windhoek afirmou que Charles ainda não é réu e não tem um processo judicial formalizado contra ele, apesar das alegações policiais.

Médico ainda está tratando ferimentos, informou o órgão. Segundo a embaixada, Charles não corre risco de vida, mas continua no hospital por causa dos ferimentos sofridos no acidente.

O UOL buscou familiares do médico para saber se algum representante legal foi enviado à Namíbia. O espaço será atualizado tão logo haja posicionamento.

Perfil de Charles nas redes sociais foi fechado neste sábado (22). Antes de ter o perfil privado, os comentários nas publicações do médico se dividiam entre mensagens de pesar e mensagens o criticando pelo ocorrido.

O carro conduzido por Charles Sá bateu de frente com outro veículo. A esposa dele, a cirurgiã plástica Natale Gontijo-de-Amorim, chegou a ser levada ao hospital, mas não sobreviveu.

Os passageiros que estavam no outro veículo também morreram. Ao todo, o acidente deixou nove mortos. O caso ocorreu na última terça (18), na estrada Otavi-Otjiwarongo, na região de Otjozondjupa.

Continua após a publicidade

Segundo a polícia local, o casal de brasileiros tentou uma ultrapassagem momentos antes da batida. Na ocasião, a Embaixada do Brasil em Windhoek, capital da Namíbia, informou ao UOL que Charles ficou ferido, mas que já havia tido alta médica. A reportagem tenta contato novamente com o Itamaraty. Se houver retorno, o texto será atualizado.

Casal fazia expedição por países africanos

Os dois fariam uma viagem de 15 dias. ''Vamos cruzar a África em Suv 4x4, só nos dois, sem guia, passaremos por vários parques e reservas contemplando a natureza primitiva'', contou o médico em um de seus perfis nas redes sociais.

''Muito feliz de realizar esse sonho antigo'', relatou. Charles estava documentando todos os passos da viagem pelo seu Instagram: ''Irei partilhar tudo aqui no canal. Fiquem ligados''.

Eles tinham chegado havia três dias ao local. Um dia antes do acidente, os dois gravaram um vídeo durante o jantar e contaram os planos para o dia seguinte, quais pontos turísticos visitariam.

Continua após a publicidade

Deixe seu comentário

Só para assinantes