Rio+20 é ignorada nos EUA e criticada por imprensa internacional

Matheus Lombardi e Maurício Stycer

Do UOL, no Rio

  • Marco Antonio Teixeira / UOL

    Jornalistas na sala de imprensa da Rio+20; imprensa internacional criticou a falta de avanços

    Jornalistas na sala de imprensa da Rio+20; imprensa internacional criticou a falta de avanços

O clima de decepção dominou a cobertura internacional sobre a Rio+20, Conferência da ONU sobre Desenvolvimento Sustentável, realizada no Rio de Janeiro. As críticas à falta de avanços só não foram piores do que o descrédito da imprensa dos Estados Unidos.

Alguns dos principais jornais norte-americanos, como o "The New York Times", o "Los Angeles Times" e o "Washington Post", não deram destaque para a Conferência das Nações Unidas nas suas páginas principais. A ausência do presidente norte-americano do evento enfraqueceu a cobertura da imprensa dos EUA.

Le Monde: "Rio+20: Brasil vencedor, mundo perdedor"

O diário francês entende que o Brasil tinha um objetivo na conferência, conseguir um acordo, e o obteve. Mas, para conseguir isso, suprimiu todas as passagens da declaração que suscitavam algum tipo de polêmica. "Triste constatação", escreve o "Le Monde", vinte anos depois da "emblemática Cúpula da Terra".

"El Pais" diz que Rio+20 decepcionou

"Cúpula verde acaba em decepção". Foi dessa forma que o jornal espanhol "El Pais" chamou uma reportagem sobre os resultados da Rio+20, em sua página na internet. Na reportagem, o jornal afirma que a Conferência das Nações Unidas "terminou do mesmo jeito que começou: com um documento que não servirá como guia para que a comunidade internacional combata a deterioração do planeta".

"Guardian" não vê nada de concreto

O jornal inglês "Guardian" afirmou que nada de concreto parece sair no último dia da RIo+20, embora os países prometam trabalhar em conjunto nos próximos anos em relação a medidas de desenvolvimento sustentável.

"Clarín" fala da falta de avanços

O diário argentino "Clarín" disse que com a falta de avanços na Rio+20, "a ONU reivindica planos para enfrentar as catástrofes naturais". Na reportagem publicada no site do jornal, é criticada a falta de avanços na Conferência da ONU.

China exalta parceria com o Brasil

O jornal chinês "China Daily" exaltou a parceria com o Brasil de US$ 30 bilhões. O acordo bilateral antecipa um fundo financeiro que deve ser criado pelos países do Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) no início do próximo ano. Este será um fundo contínuo a longo prazo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos