Verões da última década são os mais quentes em 600 anos no Ártico

Em Paris

Os verões dos últimos anos nas regiões próximas ao círculo polar ártico foram mais quentes do que os de seis séculos atrás, segundo um estudo publicado na revista Nature nesta quarta-feira (10).

LEIA MAIS

  • Expedição do Greenpeace pede proteção ao Ártico; veja as fotos

Após uma análise nos troncos das árvores, nas calotas de gelo, nos sedimentos de lagos e nos registros de temperaturas, pesquisadores da Universidade de Harvard, dos Estados Unidos, asseguraram que os recordes de calor em altas latitudes "atingiram níveis sem precedentes em 600 anos", em frequência e amplitude.

"Os verões de 2005, 2007, 2010 e 2011 foram mais quentes do que aqueles que os precederam até 1.400", escreveram.

"O verão de 2010 foi o mais quente em seis séculos na Rússia ocidental e, provavelmente, também foi o mais quente no oeste da Groenlândia e no norte do Canadá", acrescentaram.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos