PUBLICIDADE
Topo

Meio Ambiente

Óleo vaza na Bacia de Campos; Petrobras nega risco de mancha chegar à costa

Do UOL, em São Paulo

23/02/2019 14h35Atualizada em 23/02/2019 22h21

O rompimento de uma mangueira em uma plataforma da Petrobras causou vazamento de óleo no Parque das Baleias, na Bacia de Campos, litoral sul do Espírito Santo, a cerca de 80 quilômetros da costa. Duas embarcações estão no local para conter e recolher a mancha.

Segundo a Petrobras, o volume inicial de óleo vazado estimado por sobrevoo é de 188 m³. Se confirmada a projeção, o valor seria equivalente a 188 mil litros de óleo. A estatal informou que simulações iniciais indicam que não há risco de a mancha chegar à costa. Especialistas fazem sobrevoo para avaliar a situação da região. 

O vazamento aconteceu durante uma operação de transferência de óleo da Plataforma 58 para um navio aliviador. O processo de transferência foi interrompido imediatamente e a plataforma está em condição segura, informou a estatal em nota. Não há vítimas nem impacto para a operação.

A Petrobras informou ainda que já comunicou a ocorrência aos órgãos reguladores competentes e que uma comissão está sendo formada para investigar as causas do vazamento.

A Marinha do Brasil informou que tomou conhecimento do vazamento por meio do Comando do 1º Distrito Naval e que participa dos gabinetes de crise da Petrobras, em Vitória (ES) e no Rio de Janeiro (RJ).

"No momento, todos os esforços estão sendo adotados, no sentido de conter e mitigar os impactos desse vazamento. A Marinha instaurou inquérito de acidente e fato de navegação para apurar as causas e responsabilidades do ocorrido," informou em nota.

Por sua vez, o Ibama afirmou em nota que 260 mil litros de óleo vazaram no mar. Técnicos monitoram a situação com aeronaves com sensores.

No fim da tarde deste sábado, o trecho de maior concentração da principal mancha atingia 2,4 km de extensão por 0,55 km de largura, afirmou o órgão ambiental.

A reportagem tenta contato com o governo do estado do Espírito Santo, mas ainda não obteve sucesso.

Em janeiro, já havia ocorrido um outro acidente, embora de menor proporção, no campo de Espadarte, na Bacia de Campos, que foi controlado. Um dos piores acidentes ambientais no Brasil aconteceu em julho de 2000, durante um vazamento da refinaria da Petrobras em Araucária, no Paraná. Mais de 1 milhão de galões 4 milhões de litros) de óleo foram jogados no meio ambiente.

Meio Ambiente