Topo

Pesquisa mostra que plástico acumulado no fundo do mar não se decompõe

A Agência Japonesa de Ciência e Tecnologia Marinha e Terrestre fez pesquisas no fundo do mar em agosto e setembro - Johannes P. Christo/Reuters
A Agência Japonesa de Ciência e Tecnologia Marinha e Terrestre fez pesquisas no fundo do mar em agosto e setembro Imagem: Johannes P. Christo/Reuters

Da Agência Brasil

22/11/2019 10h49

Um instituto de pesquisa do Japão anunciou que os resultados de seu estudo sobre a poluição nos mares podem mostrar que lixo plástico acumulado no fundo dos oceanos não se decompõe facilmente.

A Agência Japonesa de Ciência e Tecnologia Marinha e Terrestre realizou pesquisas no fundo do mar em agosto e setembro, nas águas ao largo da Baía de Sagami, ao sul de Tóquio, e da Península de Boso, a leste da capital japonesa.

Segundo o instituto, um estudo usando um submersível não tripulado descobriu uma embalagem plástica de alimento praticamente na sua forma original no leito do oceano, a cerca de 6 mil metros de profundidade. Na embalagem, consta que o produto foi fabricado em 1984.

Meio Ambiente