PUBLICIDADE
Topo

Meio Ambiente

Brasil fecha 2020 com o maior número de focos de queimadas em uma década

Amazônia ainda lidera em focos de incêndio, mas Pantanal teve alta de 120% em 2020 - Reprodução MOV
Amazônia ainda lidera em focos de incêndio, mas Pantanal teve alta de 120% em 2020 Imagem: Reprodução MOV

Carlos Madeiro

Colaboração para o UOL, em Maceió

01/01/2021 16h35

O Brasil fechou o ano de 2020 com o maior número de queimadas desde 2010, segundo dados divulgados hoje pelo Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais). Foram 222.798 focos de incêndio registrados, 12% a mais que os 197.632 registrados em 2019.

Segundo o relatório, o destaque entre os biomas foi o Pantanal, que contabilizou 22.119 focos, 120% a mais que em 2019 e o maior número desde o início das medições em 1998. Proporcionalmente, foi o maior aumento entre o biomas (que ainda incluem Amazônia, Pampa, Cerrado, Caatinga e Mata Atlântica).

As queimadas no Pantanal tiveram grande repercussão e destaque ao longo do ano passado por atingirem 28% da área do bioma somente até outubro.

O bioma com mais focos no ano passado, como em todos os demais anos medidos, foi a Amazônia, com 103.134 incêndios registrados, 15% a mais que em 2019. Foi o maior número desde 2017.

Pelo segundo ano seguido, o estado com mais focos foi o Mato Grosso, com 47.708 incêndios —8.238 somente em Corumbá, município líder em casos no país. O estado possui três tipos de bioma: Amazônia, Cerrado e Pantanal.

Em segundo lugar ficou o Pará, com 38.603, que liderava o ranking estadual de focos até 2018.

Número de focos por ano:

  • 2020 - 222.651
  • 2019 - 197.595
  • 2018 - 132.770
  • 2017 - 207.456
  • 2016 - 184.141
  • 2015 - 216.644
  • 2014 - 175.733
  • 2013 - 127.794
  • 2012 - 217.175
  • 2011 - 157.960

Meio Ambiente