PUBLICIDADE
Topo

Meio Ambiente

Conteúdo publicado há
15 dias

Greta cita Bolsonaro ao dizer que líderes não levam pauta climática a sério

Greta Thunberg usou as redes sociais para criticar as políticas ambientais do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) - Reprodução/Instagram Greta Thunberg
Greta Thunberg usou as redes sociais para criticar as políticas ambientais do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) Imagem: Reprodução/Instagram Greta Thunberg

Do UOL, em São Paulo

24/04/2021 12h40Atualizada em 24/04/2021 12h42

A ativista sueca Greta Thunberg citou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ao falar sobre líderes que não levam as pautas climáticas a sério.

Em uma publicação feita no Twitter, Greta usou um trecho de uma matéria do jornal inglês The Guardian que informa sobre o corte de 24% do orçamento ambiental para 2021 no Brasil, um dia após Bolsonaro prometer aumentar os gastos para combater o desmatamento.

"É quase como se nossos 'líderes climáticos' não estivessem levando isso a sério", escreveu a ativista.

Durante uma coletiva de imprensa que ocorreu na segunda-feira (19), Greta declarou que Bolsonaro "fracassou em assumir responsabilidades para defender as condições presentes e futuras", diante da crise da pandemia e do meio ambiente.

"Não devemos falar de indivíduos, pois se trata de um problema maior. Mas Jair Bolsonaro tem uma enorme responsabilidade, tanto no que se refere ao clima e ao meio ambiente, e claro vemos a resposta do Brasil na pandemia", disse a sueca.

A jovem foi chamada de "pirralha" pelo presidente Jair Bolsonaro após ser cobrado por mudanças em relação à preservação ambiental da Amazônia.

Greta pede "mudanças drásticas" pelo clima

Durante uma audiência no Congresso dos Estados Unidos na última quinta-feira (22), Greta criticou a postura dos líderes mundiais e alertou sobre a necessidade de "mudanças drásticas" para combater as catástrofes do clima.

"Quanto tempo acreditam que podem continuar ignorando a crise climática, o respeito global à equidade e às emissões históricas sem ter de prestar contar?", questionou.

Os parlamentares norte-americanos foram alertados sobre a responsabilidade que têm diante das mudanças ambientais e que é necessário mudar de postura "antes que seja tarde".

Na visão da ativista, as medidas adotadas pelos parlamentares no mundo são "amplamente insuficientes".

"Não podemos ficar satisfeitos com algo só porque é melhor do que nada", enfatizou Greta, lembrando que o mundo está "décadas atrasados".

Meio Ambiente