Em última fala antes de votação, Bolsonaro faz aceno para ateus e gays

Gustavo Maia e Luís Adorno

Do UOL, no Rio e em São Paulo

  • Reprodução/Facebook

    Jair Bolsonaro em vídeo ao vivo no Facebook feito na véspera do primeiro turno

    Jair Bolsonaro em vídeo ao vivo no Facebook feito na véspera do primeiro turno

Durante transmissão ao vivo pelas redes sociais na noite deste sábado (6), véspera da votação do primeiro turno das eleições, o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) prometeu governar para todos os brasileiros, inclusive para ateus e gays.

"Nós vamos fazer um governo para todos, independente de religião. Até quem é ateu. Nós temos quase por volta de 5% de ateus no Brasil, e vocês têm as mesmas necessidades que os demais têm", declarou o candidato ao Palácio do Planalto, que se apresenta como cristão e batizou sua coligação com o slogan "Brasil acima de tudo, Deus acima de todos".

Veja também:

"Vivemos aqui do mundo material, aqui na terra, e para quem acredita na questão espiritual. Vamos fazer um governo para todo mundo. Para os gays, e inclusive tem gay que é pai, tem gay que é mãe. É um trabalho para todos vocês", acrescentou. A menção do presidenciável aos homossexuais visa desmentir acusações de que ele é homofóbico.

O candidato já provocou polêmicas por declarações ofensivas a gays como "prefiro que um filho meu morra num acidente do que apareça com um bigodudo por aí" e "ninguém gosta de homossexual, a gente suporta".

Bolsonaro lidera todas as pesquisas de intenção de voto e pediu que seus apoiadores lutar por mais um voto, de hoje para amanhã, para "liquidar essa fatura no 1º turno". "Dá para fazermos isso, tem muita gente indecisa ainda", afirmou.

Candidato crê em vitória no primeiro turno

Ainda durante a live no Facebook, ele afirmou que será possível ser eleito no primeiro turno, caso os militantes continuem fazendo campanha entre hoje e amanhã. "Não é apelo, não estamos pedindo a vocês, só posso agradecer pelo que já fizeram. Se essa for a vontade de Deus, juntamente com a vontade desse povo maravilhoso, estamos prontos para assumir esta missão. Se você puder, entre hoje e amanhã, lutar para conseguir mais um voto, um voto, dá para ganhar no primeiro turno. Tem gente que está partindo para o voto útil. Muito obrigado. É nós ou o PT. O Brasil verde e amarelo ou eles, que representam Cuba, Venezuela, a foice e o martelo. Vamos arranjar, entre hoje e amanhã, mais um voto e liquidar essa fatura no primeiro turno. Todo voto é bem-vindo. Vamos unir o Brasil."

De acordo com as pesquisas Datafolha e Ibope divulgadas na noite deste sábado (6), à véspera do primeiro turno, deve ocorrer segundo turno entre Bolsonaro e Fernando Haddad (PT), tendo em vista os votos válidos.

O Datafolha apontou Bolsonaro com 40% das intenções de voto, contra 25% em Haddad. Segundo o Ibope, Bolsonaro tem 41%, e Haddad, 25%. Na sequência, vêm Ciro Gomes (PDT) e Geraldo Alckmin (PSDB) em ambas as pesquisas. Marina Silva (Rede) despencou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos